Luta do SINTE/SC pela valorização da Educação

Professor Lothar Weise Filho e a professora Regina Garcia Ferreira, da coordenação regional do SINTE de Rio do Sul, debateram a pauta de reinvindicações nas escolas da região

0
451
Professores do Alto Vale durante ato em defesa do magistério catarinense - Foto: arquivo SINTE Rio do Sul

De acordo com os professores Lothar e Regina, a campanha unificada do Sindicato das Trabalhadoras e dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina, tem como objetivo a valorização do Magistério Catarinense.

Confira as quatro principais reivindicações da categoria:

– Aplicação do Piso Nacional do Magistério na tabela, com reajuste de 11,47%.

– Aumento do Vale Alimentação de, no mínimo, R$ 24,00 por dia.

– Revogação do desconto de 14% das trabalhadoras e dos trabalhadores em Educação aposentados.

– Realização de concurso público para toda a Educação. A lei prevê que sempre que passar de 20% de contratados deve haver concurso, no entanto hoje já são mais de 50% de contratados, descumprindo plenamente a Lei.

“Queremos a aplicação do Piso, o fim desse absurdo de desconto de 14% de quem se aposentou, concurso para a categoria e atualização do Vale Alimentação. Essas reivindicações o governo pode atender pela valorização do Magistério Catarinense”, disse o professor Lothar.

“Eu e a professora Regina passamos em todas as escolas da nossa base antes da assembleia e agora estamos passando novamente para dar retorno da assembleia e para articular encontro regional, que antecede o grande encontro estadual dos professores aposentados, que vai acontecer no dia 28 de abril em Florianópolis. Esse encontro é para pressionar o governo e os deputados estaduais para derrubar o desconto de 14% dos aposentados. Já estamos com um abaixo-assinado circulando em todo o estado para ser mais um instrumento de pressão. Cópias do abaixo-assinado foram deixadas em todas as escolas e qualquer pessoa acima de 18 anos pode assinar, independente de ser ou não da Educação”, explicou Lothar.