Foto: professoras na Alesc com faixa em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade para os catarinenses.

Na próxima terça-feira, 15, uma comissão mista vai se reunir com os secretários da Educação, da Fazenda, da Administração e da Casa Civil para discutir melhorias no Plano de Carreira do Magistério Estadual. O Sinte e o Dieese vão por na pauta o debate sobre a legislação e a progressão de carreira. A presidente da comissão de Educação, deputada Luciane Carminatti (PT) vai representar a ALESC na reunião. O canal da Assembleia Legislativa no Youtube vai transmitir a reunião ao vivo a partir das 17h30.

O coordenador regional do Sinte de Rio do Sul, professor Lothar Weise, explica que a comissão mista tem como objetivo melhorias no Plano de Carreira para as professoras e professores estaduais de Santa Catarina. Destaca que entre os pontos defendidos pelo Sinte consta a proposta que a tabela salarial seja composta de percentuais fixos entre as referências em 5,19% e entre os níveis iniciando com o Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN), avançando em 25% do PSPN para a licenciatura curta, 50% para a licenciatura plena, 75% na especialização, 85% no mestrado e 100% no doutorado.

De acordo com o professor essa discussão deve ser ampla a fim de garantir a valorização dos trabalhadores e das trabalhadoras em educação e que a carreira no magistério catarinense seja atrativa e incentive a permanência de profissionais e valorize a sua qualificação.

A Comissão mista foi formada no dia  23 de abril depois do Sinte enviar um ofício para a deputada Luciane Carminatti, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Alesc. A comissão vai apresentar uma proposta de projeto para ser debatido e votado pelos deputados ainda em 2021.

Professor Lothar Weise, coordenador regional do Sinte de Rio do Sul