Cia de Dança Cemuc homenageia vítimas da enxurrada de 17 de dezembro de Presidente Getúlio

A postagem nas redes sociais alcançou mais de 44.100 pessoas

0
187
Companhia de Dança Cemuc, de Presidente Getúlio (Foto: Divulgação)

Estrondos, pedidos de ajuda, sirenes. A madrugada de 17 de dezembro de 2020 foi retratada em uma apresentação da Companhia de Dança Cemuc, de Presidente Getúlio. Através da coreografia Sonhos Perdidos, alunos e professores homenagearam as 18 pessoas que perderam a vida e todos que colaboram durante a tragédia e na reconstrução do município.

Em cenário barrento e figurino em tom terroso, os dançarinos lembraram das vítimas levadas pelas violentas águas da enxurrada. O colete do Corpo de Bombeiros representou entidades e organizações que uniram forças para auxiliar no que podiam.

A professora e coreógrafa Mayara Andrade Odorizzi conta que a ideia foi realmente fazer as pessoas relembrarem da noite que marcou a história do município, e para isso, muito estudo precisou ser feito. “As expressões faciais e corporais exprimem desespero e tristeza. A máscara preta simboliza o luto. E a música é sensível e emocionante”, pontua.

Em quatro dias, a postagem nas redes sociais alcançou mais de 44.000 pessoas. Para conferir a apresentação, basta acessar a página Prefeitura de Presidente Getúlio, no Facebook.