(Charge pode isso 205)

Pode isso 205

Fernando Brito no Tijolaço / JAV

É fácil de entender que a teimosia do Procurador Geral da República, Augusto Aras, em tentar bloquear o inquérito que apura o envolvimento do ainda ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, tem toda a relação com um lance final por sua indicação para a vaga que se abrirá com a aposentadoria compulsória do Ministro Marco Aurélio Mello.

O objetivo, claro, é retardar a investigação, até porque a transferência da relatoria de Alexandre de Moraes para Cármem Lúcia nenhum tipo de benefício traria para o ministro antiambiental. Ricardo Salles, na prática, já é o ex-ministro do Meio Ambiente. Sua presença no cargo expôs ainda mais as fragilidades de Jair Bolsonaro: no exterior (ainda mais pelo fato de que o caso policial nasceu de uma comunicação do governo dos EUA) e no plano interno, como ficou claríssimo na reclamação do vice-presidente da República, Hamílton Mourão, sobre a ausência do Ministério do Meio Ambiente na reunião do Conselho da Amazônia.

Salles está praticamente clandestino, sem ter o que falar ou fazer, sem ninguém mais que obedeça – até por prudência – suas ordens no MMA, no Ibama ou no ICM-Bio.

Teve a defesa solitária de Bolsonaro no dia seguinte à operação policial, quando o chamou de ” um excepcional ministro” e culpou os “xiitas ambientais” do Ministério Público por sua encrenca contrabandista. Mas está em péssima posição entre os demais ministros, entre os militares e no próprio Supremo, onde Aras não deve conseguir sucesso.

Forbes revela valor da fortuna de Anitta

Guilherme Simmer, Metrópoles 

Cada vez mais reconhecida como uma das principais artistas da atualidade, Anitta tem aproveitado o momento para aumentar sua fortuna. A cantora foi personagem de matéria da revista Forbes México, que destrinchou o patrimônio conquistado por ela nos últimos anos.

De acordo com a publicação, a fortuna do artista, que recentemente lançou Girl From Rio, seu trabalho focado no mercado internacional, estaria na casa dos US$ 100 milhões aproximadamente meio bilhão de reais na conversão atual.

Delfim Netto diz que Lula vai “dar um banho” e vencerá no 1º turno

Da coluna Radar Econômico

O ex-ministro da Fazenda Antonio Delfim Netto disse que a eleição presidencial do ano que vem deve terminar ainda no primeiro turno com vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Lula vai dar um banho. Será eleito no primeiro turno”, disse Netto em entrevista à coluna Radar Econômico. O economista citou a falta de governabilidade e de retomada do crescimento como fatores que farão a eleição ser decidida mais rapidamente. 

“A economia vai se recuperar, apesar do governo. A sociedade já esqueceu o Bolsonaro, um governo morto na ideia. A gestão econômica tinha bons caminhos, mas o ministro Paulo Guedes ocupa, hoje, um papel menos relevante em um governo de preconceitos e caráter quase religioso”, afirmou.

Bolsonaro quer indicar seu amigo Hélio Negão para o TCU

Por Guilherme Amado, no Metrólpoles 

Jair Bolsonaro está inclinado a articular junto à Câmara para que seu amigo Hélio Negão, também conhecido como Hélio Bolosonaro, chegue ao T ribunal de Contas da União.

No ano que vem, com a aposentadoria da ministra Ana Arraes, que completará 75 anos, os deputados terão que escolher quem será o indicado da Câmara para substituí-la.

Rejeição de Bolsonaro atinge recorde desde início do governo: 59%

Da Revista Fórum

Pesquisa realizada pelo instituto PoderData, portal Poder360, mostra que, no mês de maio, o presidente Jair Bolsonaro chegou a seus piores índices em termos de aprovação e avaliação do seu trabalho. O período coincide com a instalação da CPI do Genocídio, que busca investigar as ações e omissões do governo diante da pandemia de covid-19. Levantamento divulgado na quarta-feira 26, aponta que o grupo que desaprova o governo chegou a 59% da população, igualando o recorde do fim de março. Os que aprovam são apenas 35%. 6% não sabem.

O estudo ainda indica que a avaliação retornou ao seu pior patamar: 55% consideram o governo ruim ou péssimo, mesmo percentual recorde registrado no início de abril. Apenas 13% avaliam como regular e outros 28% enxergam como bom ou ótimo.

A desaprovação do presidente é maior entre jovens de 16 a 24 anos, onde o índice chega a 75%. Mulheres reprovam o governo mais do que os homens. 

Eduardo Girão insinua que há células de ‘fetos abortados’ na CoronaVac e Dimas Covas rebate

Do Sputnik Brasil

Senador da base governista, Eduardo Girão questionou Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, sobre a presença de células “extraídas de fetos abortados” na CoronaVac.

As fake news continuam viralizando nas redes sociais durante as investigações da CPI da Covid. Nesta quinta-feira 27, o senador da base governista, Eduardo Girão, insinuou que a CoronaVac é feita com células de fetos que foram abortados.

O boato de que vacinas são feitas com fetos abortados é antigo, tendo sido desmentido em outras oportunidades. A CoronaVac, por sua vez, nunca utilizou esse tipo de material. Ela é feita com o SARS-CoV-2 inativado e replicado em outra família de células, as Vero. Essas são derivadas do rim de um macaco dos anos 1960.

Lula: ‘Enquanto criticamos Bolsonaro o presidente da Câmara desmonta o Brasil’

 Do Blog do Esmael

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta quinta-feira 25, à Revista Fórum, que enquanto criticamos o presidente Jair Bolsonaro o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), desmonta os serviços públicos do Brasil.

Lula afirmou na entrevista que, além de um presidente progressista, é fundamental que os eleitores também escolha deputados e senadores alinhados ideologicamente ao governo. “Não adianta escolher um deputado de direita”, disse, ao relatar sua experiência. O ex-presidente disse que no Senado, no seu primeiro governo, por um voto, retiraram R$ 40 bilhões por ano do Sistema Único da Saúde (SUS) – recordando o fim da CPMF.

Lula ainda criticou o modelo de sessão remoto na Câmara. Segundo ele, esse formato facilita muito para o presidente da Câmara desmontar o Brasil. A bancada federal do PT foi orientada por Lula, durante sua passagem por Brasília, a exigir sessões presenciais no Congresso Nacional. O ex-presidente Lula também sugeriu que os movimentos populares e sindicatos façam manifestações em frente a casa dos parlamentares governistas. “Eles moram em Brasília”, deu a dica.

Durante a entrevista, Lula disse que Bolsonaro não acredita em Deus e que o atual inquilino do Palácio do Planalto usa a religião para mentir. “Se o Bolsonaro acreditasse em Deus, ele não usaria o nome de Deus em vão como ele usa. O tempo todo. Olhe nos olhos dele quando ele fala de religião, você não vê verdade. É tudo mentira.”