Aras é o ‘goleiro’ do governo Bolsonaro em investigação sobre Tratoraço, diz aliado

0
151
(Charge Pode Isso 196)

Pode isso 196

Do G1

O clima é tenso no Palácio do Planalto, contrariado com o depoimento de Barra Torres à CPI do Senado e pressionado por causa do “tratoraço” revelado pelo Estadão. Por ora, o entorno de Jair Bolsonaro, em rara consonância com a oposição, avalia que, ao menos no caso do orçamento secreto, Augusto Aras não entrará em campo para valer enquanto o presidente tiver vaga à disposição no STF e ele próprio sonhar com um segundo mandato na PGR. Conforme um governista, se entrar, Aras jogará como “goleiro”: puxará o freio de mão de investigações.

Por isso, a oposição entende que o melhor caminho para uma investigação do “tratoraço” passa mesmo pela via do TCU, que, ao fim e ao cabo, pode dar as bases para a acusação de um crime de responsabilidade do presidente.

Guedes compara servidor público a militante político

Do Portal Uol

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou servidores públicos que ingressam nos cargos por concurso a militantes políticos. 

A declaração foi dada durante audiência pública na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, que debate a reforma administrativa. A informação é do portal UOL. 

“Poderíamos, assim como outros governos, estar abrindo concursos públicos, colocando gente para dentro, para aparelharmos o Estado e termos bastante militantes trabalhando para nós no futuro. Não estamos pensando assim, estamos pensando nas gerações futuras”, afirmou.

Governo Bolsonaro é ruim/péssimo para 49% e 58% desaprovam sua forma de governar

Do 247

Pesquisa XP/Ipespe divulgada na terça-feira 11, mostra a corrosão do governo Jair Bolsonaro. Para 49% da população brasileira, o governo federal é “ruim e péssimo” e 58% desaprovam a maneira de Bolsonaro governar o país. Somente 29% julgam o governo como “ótimo e bom” e 35% aprovam a administração do país pelo atual ocupante do Palácio do Planalto.

A atuação de Bolsonaro no combate à pandemia de Covid-19, na visão de 58% da população, é “ruim e péssima”, e somente 22% avaliam como “ótima e boa”.

O levantamento ainda mostra que 63% avaliam que a economia brasileira está no caminho errado, contra 26% que acham que está no caminho certo.

Para 2022, 81% esperam que o cenário político atual mude totalmente ou pelo menos um pouco. A margem de erro do levantamento é de 3.2 pontos percentuais para mais ou menos.

Rússia promete retaliação da carne e da soja brasileiras por não aprovação da Sputnik V

De O Estado de S. Paulo:

Se nada mais for feito pelo governo Bolsonaro para esclarecer o que o governo russo considera como “ataque à sua soberania” (a desqualificação da vacina Sputnik pela Anvisa), a Rússia vai esperar alguns dias e recorrer aos meios diplomáticos para tentar retaliar o Brasil… economicamente. Como? Por meio da suspensão da importação de carne e grãos brasileiros e pelo corte da exportação de fertilizantes para cá, segundo se apurou ontem com duas fontes a par das negociações para importação do imunizante pelo País.

Há quem classifique isso como uma ameaça que não vai se concretizar. Entretanto, segundo as mesmas fontes, os russos caminham mesmo para uma atitude drástica deste tipo, considerando que o dano causado pela Anvisa à imagem do produto precisa ser revertido rapidamente. Ou então, vão para a “guerra”. (…)

Bolsonaro chama Lula de “nove dedos” e ataca ministros do petista

DCM/ Essencial

Em conversa com apoiadores no “cercadinho” do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar o ex-presidente Lula e os ministros do petista ao falar do “voto auditável”. “O pessoal fala do ‘barbudo’, o ‘nove dedos’, olha quem estava do lado dele. Olha o padrão dos meus ministros e os dos dele. Vai voltar aquela turma toda”, disse. 

O presidente também criticou os trabalhos da CPI da Covid após o depoimento do presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, hoje pela manhã. “Eu dei dinheiro para todo mundo e o investigado sou eu. Hoje, de novo, foram na tecla da cloroquina. O tempo todo. E o que eu falo aqui o pessoal bota lá: eu tomei e me dei bem”, disse o presidente, insistindo na propaganda de uma droga sem qualquer eficácia comprovada contra a Covid-19.

‘Temos que resistir a essa praga brasileira’, escreve Raí no Le Monde

Fonte: Le Monde

O ex-craque do futebol brasileiro Raí Oliveira publicou um artigo no jornal francês Le Monde criticando o governo Jair Bolsonaro em função da crise política e sanitária no Brasil. No texto, intitulado “Temos que resistir a essa praga brasileira que usa uma fantasia escura”, o ex-jogador destaca que, além da pandemia, o Brasil está “sofrendo de outro mal, muito mais mortal no longo prazo”. “O brasileiro que sou, como tantos outros, encontra-se assediado, nestes tempos sombrios, por um duplo flagelo cujas devastações são apenas o acréscimo de nossos próprios erros coletivos. Além da ‘praga’ biológica, essa epidemia tão mal administrada que causou a mais grave crise de saúde da história do meu país, estamos sofrendo de outro mal, muito mais mortal no longo prazo”, escreve o ex-jogador. 

Embora não cite Bolsonaro nominalmente, Raí deixa claro que as ações do atual governo aprisionam “a razão e o bom senso”.  “Um mal que nos isola diplomaticamente, um mal que atormenta insidiosamente a Amazônia e persegue quem a protege. Um mal que permite a mineração em reservas indígenas, e prefere toras serradas a toras vivas… Um mal castrador das liberdades, que ameaça a democracia e reaviva a censura odiosa, promove a intolerância, a homofobia, o machismo, a violência. Ao aprisionar nossa razão e nosso bom senso, ele nos destrói”, afirma ele no texto.

Bolsonaro sugere que Renan Calheiros crie “CPI do leite condensado”

Das redes sociais

Em conversa com apoiadores nesta quarta 12, Jair Bolsonaro ironizou a CPI da Covid e sugeriu que Renan Calheiros crie “a CPI do leite condensado”.“Vocês viram o Renan Calheiros nesta semana? ‘A CPI não existe para investigar desvios de recursos’. Vou dar uma sugestão para o Renan: depois faça a CPI do leite condensado”, disse, rindo. Ele se referia aos R$ 15 milhões gastos pelo governo federal em 2020 com o doce.

O presidente também ironizou o “orçamento secreto”: “E tem mais uma também: os R$ 3 bilhões do orçamento secreto. O parlamento votou o Orçamento por meses e eu sancionei lá, tem R$3 bilhões secretamente”.