(Charge pode isso 190)

Pode isso 190

Do 247

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou no domingo 2, que Jair Bolsonaro não dará nenhum golpe ou fará alguma ruptura democrática, apesar das manifestações de apoiadores pedindo intervenção militar e fechamento do Supremo Tribunal Federal. 

Pelo Twitter, Dino afirmou que o máximo que pode ocorrer após bolsonaristas “autorizarem” uma medida golpista de Bolsonaro é “algumas bravatas no cercadinho”.

“O presidente pediu um ‘sinal’. Então os apoiadores restantes deram o tal sinal (‘eu autorizo’). E o que acontecerá amanhã? A especialidade de Bolsonaro: NADA. No máximo, algumas bravatas no ‘cercadinho’. Depois, o ócio de sempre. Trabalho? Chance zero”, afirmou o governador maranhense.

41% das crianças da comunidade escolar testaram positivo para covid em Florianópolis, aponta relatório

Do CPERS

Um relatório interno da Vigilância em Saúde da Prefeitura de Florianópolis, obtido pelo Sintrasem com exclusividade, mostra que pelo menos 240 crianças matriculadas nas unidades de educação da cidade já foram diagnosticados com Covid-19.

O relatório traz dados desta semana e é assinado por integrantes do corpo técnico da Vigilância em Saúde da PMF.

Segundo o levantamento, foram feitas 576 notificações de suspeita em crianças na comunidade escolar, o que significa uma assustadora taxa de 41,6% de positividade.

Já entre os trabalhadores (efetivos, temporários e terceirizados), essa taxa fica em torno de 55%, com 612 testes realizados e 337 casos confirmados.

Ainda segundo o relatório, pelo menos 178 unidades de educação (de todas as redes) já tiveram o serviço suspenso após casos registrarem casos de Covid-19. (…)

😷 DADOS INTERNOS DA PREFEITURA DE FLORAINÓPOLIS IDENTIFICARAM AINDA 47 SURTOS EM ESCOLAS, SENDO 57% DELES NA REDE… PUBLICADO POR SINTRASEM FLORIANÓPOLIS EM QUARTA-FEIRA, 28 DE ABRIL DE 2021.

O Globo viraliza com matéria “ensinando a economizar” no café da manhã trocando pão por banana

DCM/Essencial

Além de romantizar a pobreza e naturalizar a fome, o Globo agora ensina a “economizar no café da manhã”.

O jornal diz que “pão e leite ficaram mais caro em abril” para justificar trocá-los.

A publicação é uma parceria com a iniciativa “Qual oferta”, site que compila descontos em lojas e supermercados.

A matéria propõe substituir o pão por frutas, tapioca ou cuscuz, e o leite por aveia, soja, ameixa seca, limão, laranja, tangerina ou açaí.

Inconformados, Bolsonaristas reclamam da cobertura da Globo ao ato virtual de 1º de Maio das centrais sindicais

DCM/Essencial

Os bolsonaristas levaram a já tradicional #GloboLixo aos Trending Topics  (ranking dos assuntos mais comentados) do Twitter por conta da cobertura que o Jornal Nacional fez dos atos de 1º de Maio.

O Jornal Nacional registrou a participação de Dilma no ato virtual para desespero dos aliados de Bolsonaro, que estão apontando nas redes suposto desequilíbrio na cobertura jornalística do canal, uma vez que não viram retratados os atos a ele favoráveis.

Roberto Jeffferson, sempre ele, ao comentar um tuíte sobre o assunto, comentou: “Aí chamam eles de #GloboLixo e eles não gostam. Mas tem como chamar de outra coisa?”

Sarney bomba no Twitter após receber visita de Bolsonaro

Quem poderia dizer que Sarney, que completou 91 anos em abril, voltaria aos holofotes após aposentar e recolher-se em casa?

Recebeu uma inusitada visita de Bolsonaro, que está com os nervos à flor da pele com a CPI do genocídio.

Na conversa, o presidente não tocou no nome de Renan Calheiros, relator da CPI do genocídio e visto com desconfiança pela boa relação que tem com Lula.

Segundo relatos, Bolsonaro nada pediu ao ex-presidente. Só lamuriou-se e, tanto na entrada como na saída, bateu continência para o decano.

Bastou para que Sarney fosse parar nos assuntos mais comentados do Twitter no início da tarde desta segunda-feira 3.

Brasil tem 5,9 milhões de desempregados de fora do índice oficial

Da BBC

De um ano para cá, mais de um milhão de brasileiros desistiram de procurar emprego. Alguns porque buscavam há meses, sem sucesso. Outros, porque simplesmente não veem novas vagas sendo abertas na cidade onde moram. As razões são várias.

Apesar de estarem disponíveis para trabalhar, essas pessoas não entram no cálculo da taxa de desemprego. Para ser considerado desempregado, pelos parâmetros internacionais de estatística, é preciso estar ativamente buscando uma vaga.

Isso não significa necessariamente, contudo, que a situação financeira dos chamados desalentados seja mais confortável do que a dos que estão oficialmente desempregados, os 14,4 milhões contabilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com os dados divulgados na última sexta-feira 30, os desalentados somaram 5,9 milhões em fevereiro, recorde na série histórica da Pnad Contínua, que começa em 2012. O levantamento é feito em trimestres móveis – o dado de fevereiro, portanto, é uma média composta com dezembro e janeiro. (…)

Bolsonaro já ensaia o que dizer em debate com Lula em 2022

Do Radar

Ainda falta mais de um ano para o início da campanha eleitoral, mas o presidente Jair Bolsonaro já começou a ensaiar o que dizer em eventuais debates com o ex-presidente Lula. Em conversas reservadas, ele tem demonstrado preocupação com a retórica afiada do oponente e chega a perguntar, rindo, como é que se debate com o petista.

Umas das respostas que Bolsonaro já começa a testar internamente é que “não tem conversa com bandido”, uma aposta nas condenações da Lava-Jato revogadas pelo STF. Ele também comenta que pretende ignorar solenemente o teor das “besteiras” que Lula disser e falar sobre qualquer outra coisa do seu interesse.

Em 2018, o então candidato do PSL só participou dos dois primeiros debates, na Band e RedeTV. Desgastado pelos ataques que recebia dos adversários, ele já havia decidido não comparecer aos outros eventos, mas acabou sendo impossibilitado por conta da facada que levou em um ato de campanha. (…)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui