Fórum das Entidades realizou em Rio do Sul ato de protesto e de solidariedade às vítimas da Covid

0
234

O Fórum das Entidades do Campo e da Cidade do Alto Vale do Itajaí marcou a passagem do 1º de Maio, Dia Internacional das Trabalhadoras e dos Trabalhadores, na manhã deste sábado, na Praça Ermembergo Pellizzetti, em Rio do Sul, com ato em solidariedade às vítimas da Covid e protesto contra o presidente Jair Bolsonaro.

Faixas e cartazes foram usados para denunciar a situação em que o país passa, com o agravamento da pandemia e da economia. O Brasil passou de 400 mil mortes pela Covid nesta semana. Em Rio do Sul já são 83 mortes e o Alto Vale se aproxima de 400. Santa Catarina está chegando a 14 mil mortes pela doença. O desemprego atinge quase 15% da população, recorde histórico no país. Aproximadamente 20 milhões de pessoas estão passando fome e mais de 100 milhões passam por insegurança alimentar. Uma faixa denuncia o aumento nos preços dos combustíveis e dos alimentos (Bolso(tá)caro Bolsonaro). E o governo o que está fazendo para amenizar o problema? Questiona a dirigente sindical Arlete de Souza, do Sinspurs. O governo erra na condução da pandemia e da economia e sempre põe a culpa nos outros: Supremo, Congresso, prefeitos e governadores, conclui.

As entidades que compõem o Fórum pedem medidas mais restritivas para preservar vidas com a diminuição do contágio, auxílio emergencial mínimo de R$ 600,00 para que as pessoas não passem fome e ajudem a movimentar a economia, evitando a quebra de pequenas e médias empresas e mais apoio à geração de empregos e à agricultura familiar. Além disso o ato fez a defesa do SUS, da ciência, do serviço público, do meio ambiente e se posicionou contra a reforma administrativa e a retirada de direitos da classe trabalhadora.

Uma faixa também foi colocada na frente da prefeitura e outra no terminal urbano. Poucos dirigentes de entidades participaram do ato para evitar aglomeração. Todos usaram máscara.

Em todo o Brasil acontecem protestos contra o presidente da República, organizados pelos movimentos sociais e populares, neste 1º de Maio.

Confira abaixo fotos do protesto. Crédito: Leandro Schimitk

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui