(Charge pode isso 179)

Pode isso 178

Do Brasil de Fato

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou sua live semanal na quinta-feira (15) para falar de possíveis cenários eleitorais para 2022 e, em espécie de antecipação da disputa, admitir que reconhecerá uma eventual derrota para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas apenas se o pleito se der com a utilização de urnas que permitam o “voto auditável”.

“Se o Lula voltar pelo voto direto, pelo voto auditável, tudo bem. Agora, veja qual vai ser o futuro do Brasil com o tipo de gente que ele vai trazer para dentro da Presidência”, disse o presidente.

Ao que tudo indica, Bolsonaro se refere a uma eleição que seja feita utilizando cédulas de papel, e não com urnas eletrônicas, já que esta é uma bandeira antiga do ex-capitão do Exército, que afirma acreditar que a eleição de 2018 foi fraudada, ou teria vencido o pleito já no primeiro turno.

As declarações de Bolsonaro se dão no mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal confirmou a anulação dos processos conduzidos pelo ex-juiz Moro contra Lula na 13ª Vara Federal de Curitiba, garantindo, assim, a manutenção dos direitos políticos do ex-presidente. (…)

Pode ter certeza que não serão milicianos, nem negacionistas, nem a família…

Petrobras anuncia aumento a partir de sábado e defende alinhamento dos preços ao mercado internacional

D0 247

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 15, um reajuste no preço médio do litro do diesel e da gasolina vendidos às distribuidoras de combustíveis a partir de sábado. O litro do diesel custará em média R$ 2,76 nas refinarias (aumento de R$ 0,10) e o da gasolina, R$ 2,64 (alta de R$ 0,05).

Nos postos, os valores são maiores, pois leva-se em consideração impostos federais e estaduais, as margens das distribuidoras, entre outras coisas.

O aumento ocorre nas vésperas da reunião do conselho da Petrobras, desta sexta-feira 16, que formalizou o general Joaquim Silva e Luna como presidente da empresa, em substituição ao neoliberal Roberto Castello Branco.

Em nota, a empresa defendeu “o alinhamento dos preços ao mercado internacional” para “garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Bolsonaro é acusado de crime contra a humanidade no Parlamento Europeu

Do Rede Brasil Atual

 O presidente Jair Bolsonaro foi acusado de cometer crime contra a humanidade por conta da crise sanitária que vive o Brasil em audiência convocada pelo Parlamento Europeu nesta quinta-feira 15. Deputados afirmaram que a situação do país é resultado de decisões políticas por parte do governo federal. As informações são do jornalista Jamil Chade, do UOL.

Na reunião, o eurodeputado Miguel Urban Crespo, do partido de esquerda espanhol Podemos, afirmou que Jair Bolsonaro “declarou guerra aos pobres, à ciência, à vida e à medicina”.

Michel Temer começa a articular candidatura de “centro” para 2022

Do Último Segundo

O ex-presidente Michel Temer está disposto mesmo a entrar na disputa presidencial do ano que vem como opção de terceira via.

Seu grupo político vislumbra um forte desgaste da polarização que marcou a escolha do eleitor nas últimas décadas, em especial entre PT e PSDB.

Quem voltou ao front é o fiel escudeiro e ex-ministro palaciano Carlos Marun. Ele deixou o conselho da usina de Itaipu para articular a candidatura de Temer.

Marun vai coordenar o projeto “Governo de Centro” do ex-presidente. Temer não se mexe, não aparece, e aguarda o chamamento de partidos aliados. Do Centrão, inclusive. (…)

Pela primeira vez em décadas, Veja faz uma capa sem agressões a Lula

Do 247 

A revista Veja, conhecida por ser porta-voz da direita liberal e uma das maiores entusiastas do golpe de 2016, desceu o tom e, na capa que foi às bancas nesta sexta-feira (16), publicou imagem de Lula, sem distorções de semiótica, explicando decisão do Supremo Tribunal Federal que favoreceu o ex-presidente, sem fazer juízo de valor . 

“De volta no jogo- Favorecido pela decisão do STF que o confirmou como ficha-limpa, Lula intensifica sua movimentação política para sua candidatura à presidência em 2022” , diz a manchete. 

A linha editorial da revista segue fazendo oposição ao governo de Jair Bolsonaro. No dia 19 de março, a manchete que estampava a capa da revista era  o avanço da pandemia no Brasil e o fracasso da política econômica do atual governo, capitaneada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

 

Bob Fernandes: ‘Jornal da Globo exibiu votos derrotados no STF e omitiu os 8 a favor de Lula’

Das redes sociais

O jornalista Bob Fernandes detonou nas redes a cobertura do Jornal Nacional, da Rede Globo, sobre o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato.

Com um placar de 8 a 3 a favor de Lula, Fernandes denuncia que apenas os votos derrotados foram exibidos no programa, fora o do ministro Alexandre de Moraes, que votou pela anulação mas sugeriu que o petista seja julgado em São Paulo.

“Não foi exibido nem um dos 8 votos que confirmaram à anulação das condenações de Lula”, aponta o jornalista.

Globo sempre sendo Globo. Jornalismo tendencioso, tendo lado.

Bolsonaro reclama de afastamento de Pacheco e ministro diz que Alcolumbre saberia matar a CPI da Covid

Da Coluna de Guilherme Amado na ÉPOCA:

Jair Bolsonaro tem percebido um crescente afastamento de Rodrigo Pacheco nas últimas semanas.

Não o considera um adversário, mas movimentos recentes já não fazem Pacheco ser considerado um aliado.

O Planalto já não havia gostado da campanha pela demissão de Ernesto Araújo. A postura na instalação da CPI da Pandemia deu certeza sobre a mudança de tom.

Acharam ruim Pacheco não operar para atrasar a leitura do requerimento. Um ministro próximo a Bolsonaro avalia que Davi Alcolumbre teria sabido matar a CPI.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui