Vade Retro (Afasta-te)

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, em 2016 iniciou o exorcismo do juiz Gilmar Mendes, porém ficou apenas no “Vade Retro”, da oração de São Bento. “Crux sancta sit mihi lux / Non draco sit mihi dux / Vade retro satana / Numquam suade mihi vana/ Sunt mala quae libas / Ipse venena bibas. Versão em português: A Cruz Sagrada seja a minha luz / Não seja o dragão o meu guia. Retira-te, satanás / Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que me ofereces / Bebe tu mesmo o teu veneno. (Imagem publicada pelo blog DCM)

Talvez, completado o exorcismo, a justiça brasileira estaria bem melhor!

Pois é: Cem dias! Não decolou, muito pelo contrário!

O que vemos nos cem primeiros dias do governo José Eduardo/ Paulo Cunha? Nada que mereça destaque positivo e alguns negativos, como o fim da UPA 24h e o Cidade Digital, entre outras medidas em nome da economia. Só uma governo rastaquera em cada dez palavras pronunciada sete, pelo menos, é “economia”. Existe economia e economia burra. Já se perguntou: A economia que o governo municipal está fazendo é de interesse dos rio-sulenses, de fato virá em benefício da população mais necessitada?

SE a UPA 24h está com a nova administração tem custo de R$ 220 mil, praticamente a metade os custo inicial, quanto é destinado ao Hospital Regional para atender oito horas no PS, qual o tempo de espera ao atendimento de urgências?

O programa Cidade Digital, sucesso em outras cidades, não é apenas internet gratuita, oferece uma dezena de outros serviços, pelo menos. São meias verdades levadas à população.

A Farmácia Popular extinta pelo (des)governo federal será mantida em Rio do Sul pelo governo municipal, ou será mais um serviço que em nome da economia, deixará de existir?

Qual a obra criada e realizada pelo atual governo? Segundo consta todas foram pensadas no governo Gariba.

Os projetos apresentados em Brasília, são meros projetos, com escassa possibilidades de se concretizarem com o governo recessivo que o Brasil atravessa, resultado maior do caos implantado pela dupla Aécio/Cunha (PSDB/PMDB), logo após a reeleição da presidenta Dilma.

Foto: Divulgação

Maiores possibilidades de se conseguir alguma coisa com o governo estadual, uma vez que Santa Catarina, não está em um mar de rosas, mas está reagindo bem melhor que outros estados, graças ao empreendedorismo de sua gente. Contudo, um porém, com Paulo Bauer(PSDB) candidato ao governo do Estado, como reagirá Colombo (PSD) e Pinho Moreira (PMDB), que deverá assumir o governo em 2018, quando o governador deverá disputar vaga ao Senado?

O Eduardo, como era conhecido o prefeito antes de excursionar ao mundo político, de acordo com sua meia irmã, pode realizar muito, ele é jovem, se deixar de lado a demagogia, e algumas influências negativas e, sobretudo, começar a andar com as próprias pernas e deixar de alardear “economia”, que o povo não aguenta mais. É hora de deixar a velha política de heranças antigas e, com os membros renovados da equipe, fazer um governo ouvindo também a oposição, todas as lideranças, principalmente jovens, associações de bairros e, de maneira especial, o povo, mas o povo de verdade.

Por enquanto continua JOSÉ EDUARDO!

Queda da inflação é outra história  

Fruto das reformas econômicas, o custo de vida dos brasileiros caiu nos últimos meses. No primeiro trimestre deste ano, a inflação oficial atingiu seu menor nível desde o início do Plano Real, em 1994. Claro que isso é propaganda do pior governo da história do Brasil.

A estabilidade alardeada pelo governo temer é o “caos social”, explica o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço. “A queda da inflação é a aplicação, em dose cavalar, do conceito clássico de que a inflação cresce pelo excesso de demanda e, portanto, cai com a retração da procura por gêneros de consumo diário, bens e serviços.

Os preços não sobem porque não se vende. Como não se vende, não se produz. E como não se vende nem se produz, não se arrecada.

Não se arrecadando, a “solução” passa a ser a estabelecer “déficits” cada vez maiores no Orçamento para, formalmente, cumprir “meta” situadas cada vez mais baixas e, em tese, completamente ao inverso do tal “saneamento das contas públicas.” (E o déficit de R$ 79 bilhões pulou para R$ 128 bilhões, previsto para 2018.)

Gostaria de saber onde o prefeito rio-sulense está vendo recuperação econômica, segundo alardeou em entrevista à Radio Mirador, nesta segunda-feira? Com 13,5 milhões de desempregados e crescendo, só políticos do PSDB vêm a retomada do crescimento. Não dá para tampar o sol com a peneira! Vivemos a maior recessão da história do Brasil.

Salário

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou nesta sexta-feira 7, que o governo deve propor um salário mínimo R$ 979 para 2018. Hoje, o mínimo está em R$ 937. O (des) governo de temer não dará aumento real. Temer não pode, com o caos econômico que gerou em companhia de Meirelles, com a tentativa de modelo econômico ultrapassado, o neoliberalismo, que faliu a Grécia e a Espanha.

O que temos acompanhado desse governo ilegítimo é o corte dos benefícios ao povo, ao trabalhador, a mulher… Por exemplo, a Farmácia Popular, criada em 2006, para propiciar medicamentos à população de baixa renda. E dezenas de programas destinados ao bem estar do povo humilde e tudo com apoio parlamentar. Bem como, a terceirização, reforma maluca da previdência, reforma trabalhista, e assim vai… E seus ministros são desse calibre: “O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que “80% dos exames de imagem no SUS (Sistema Único de Saúde) têm resultado normal” e que isso representa “desperdícios que precisam ser controlados”. O povo que se f…

Curtas

  • Informação do Orlando Pereira! “Acompanhem o noticiário nas próximas semanas. Vem briga de cachorro grande em Rio do Sul. Motivo: Rescaldo eleitoral. Minha fonte diz que o pau vai pegar feio. Quem viver verá…
  • Está repercutindo a indicação do deputado Milton Hobus (PSD) para vice de Paulo Bauer (PSDB) na disputa pelo governo do Estado, em 2018. Indicação do vice-prefeito de Rio do Sul, Paulo José Cunha (PSD).
  • I – De acordo com comentário do jornalista Edison de Andrade, da Rádio Difusora, houve um início de arranca rabo entre o secretário Christian e os procuradores municipais. O jovem secretário de Gestão de Governo, quer mais trabalho e transparência.
  • II – A bronca teria sido mediada pelo vice-prefeito Paulo Cunha, que pendeu para o lado dos advogados municipais, e a reforma do Christian, que visava mais transparência, foi para o espaço. O jovem é filho da Gueti, podem ter certeza que vai voltar ao assunto que ele qualifica de interesse da comunidade.
  • Não sei se os vereadores já fizeram avaliação do novo horário da Câmara Municipal. Gostaria de saber o resultado. Negativo ou positivo?
  • Encontrei o Gariba dia desses. Rapidamente, ele falou da nova atividade na Assembleia Legislativa. Está gostando! Gariba prometeu para breve um relato do seu trabalho, que vamos publicar neste espaço.
  • Os deputados que votaram pela terceirização têm recebido elogios da Federação das Indústria de Santa Catarina. Só para coxinhas retirar direito do trabalhadores merece aplauso. Anote o nome dos parlamentares e quando vir pedir o seu voto, você trabalhador sabe o que fazer.
  • Concordo que para o desenvolvimento da indústria, comércio, serviços, inclusive públicos, geração de empregos, alguma coisa pode ser terceirizada, mas não da maneira proposta e aprovada pelo governo do temer. Governo cada dia menor.

 

Para Meditar

As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras. Nietzsche