O QUE É O NEEM? A Árvore da Vida, mas é preciso cuidar das abelhas porque o pólen da flor de Neem é tóxico a elas

O óleo de Neem pode ser usado como inseticida e fungicida na agricultura. O resíduo da extração do óleo é poderoso fertilizante. Confira dica de controle natural da cigarrinha do milho

0
406
O Neem é uma árvore (Azadirachta indica) nativa do sudeste asiático. É uma árvore de rápido crescimento, resistente a secas e solos pobres. É uma árvore de porte grande, com até 30 metros de altura, com galhos frondosos. Possuí flores brancas que aparecem pela primeira vez quando a árvore tem 2 a 3 anos e começa a produzir frutos após 3 a 5 anos. A fruta madura é cerca de 2 centímetros (cm) de comprimento e formato oval. Dentro do fruto há uma semente de cor clara com cerca de 1,5 cm de comprimento.

Neem é considerada a “árvore da vida” por resolver problemas globais, possui propriedades medicinais e pode trazer soluções ao meio ambiente e a população. É uma planta conhecida pela sua múltipla utilização, devido ao aproveitamento quase que total da planta como casca, folhas, flores, raízes, sementes e madeira. Mas o pólen é tóxico às abelhas. Confira dica no final da matéria para cuidar das abelhas se decidir plantar Neem.

Antigos autores sânscritos já descreviam propriedades de cura do Neem, confirmados por estudos científicos recentes. A medicina Ayurveda considera a árvore como uma SARVA ROGHA NIVARANI (Cura de todos os males).

A árvore de neem tem sido chamada ultimamente de a árvore mais pesquisada do mundo. Por quê? Basta olhar para os muitos usos que esta árvore fascinante possui.

COMO O NEEM É UTILIZADO?

O Neem é utilizado há mais de 2000 anos na Índia para controle de insetos pragas, nematóides, alguns fungos, bactérias e vírus, na medicina humana e animal, na fabricação de cosméticos, no reflorestamento, como madeira-de-lei, como fertilizante e no paisagismo. Embora tenha muitos usos, o mais importante é, sem dúvidas, combater pragas e doenças em plantas.

O NEEM COMO INSETICIDA NATURAL

As árvores de neem, assim como todas as outras plantas, contêm milhares de substâncias químicas. Porém, o neem contém substâncias chamadas de terpenóides que são produzidos para protegê-la de ataques de predadores.

Na árvore de neem foram encontradas mais de cem terpenóides distribuídos por toda a planta. Os terpenóides mais significativos encontrados em neem com comprovada capacidade de bloquear o crescimento de insetos são:
– Azadiractina
– Salanina
– Meliantriol
– Nimbina

Estudos mostraram que a maior concentração dessas substâncias com potencial inseticida na árvore de neem se encontra no embrião das sementes, chamado de kernel. E é do Kernel que é extraído o óleo de neem, inseticida natural rico em terpenóides capaz de controlar efetivamente de 400 a 500 espécies de insetos no mundo todo.

O óleo de neem é extraído a partir da prensagem a frio das sementes dos frutos, a fim de preservar todas as suas propriedades.

COMO O ÓLEO DE NEEM AGE NOS INSETOS?

O óleo de neem age de diferentes modos dependendo da espécie e do estágio de desenvolvimento de cada inseto. Os principais são:
1. Efeito antialimentar: Os insetos não conseguem se alimentar das plantas que foram tratadas.
2. Regulador de crescimento: Prejudica a metamorfose dos insetos, provocando deformidades e morte.
3. Inibidor da reprodução: Atrasa o início do acasalamento e o período de postura.
4. Repelente: Os insetos evitam as superfícies tratadas.

O NEEM COMO FERTILIZANTE

Após a extração do óleo de neem, o resíduo da prensagem do óleo é rico em nutrientes e um grande potencializador na produção vegetal. Possuí em sua composição teores de Nitrogênio, Carbono orgânico, CTC alta, e ainda fitohormonios naturais. Este subproduto é chamado de torta de neem.

Os nutrientes e hormônios contidos na torta de neem, atuam no sistema secundário da planta, fazendo com que o mesmo alcance equilíbrio em todas as suas atividades, proporcionando maior produtividade, enraizamento, estimula a produção de substâncias antioxidantes que funcionam como defesas naturais das plantas.

A utilização da torta de Neem aumenta a capacidade de retenção de água do solo e melhora a sua estrutura, provocando um aumento de organismos benéficos como minhocas. Ainda reduz o teor de alcalino no solo devido à produção de ácidos orgânicos decorrentes da decomposição. E proporcionam ainda outras vantagens, como incremento de matéria orgânica e fertilidade do solo.

RECEITA PARA COMBATER A CIGARRINHA DO MILHO COM TÉCNICA NATURAL

Primeiro fazer a calda sulfocálcica.

– Usar 400 ml de calda sulfocálcica
– 8 ml de óleo de Neem
– 20 ml de melado
– 20 a 40 ml de vinagre
➡️ Adicionar em 20 litros de água.

2 a 3 aplicações.

Observar a necessidade de fazer aplicação. Havendo necessidade, fazer a primeira aplicação quando a o milho estiver com 2 a 3 folhas e depois a segunda com 5 a 6 folhas. Usando-se bomba costal, em áreas menores, havendo a necessidade pode ser feita aplicação com o milho maior. Raramente isso é preciso porque o ataque da cigarrinha é mais forte na fase inicial.

IMPORTANTE: a aplicação desse preparo natural além de combater a cigarrinha, também fortalece o milho por agir como adubo foliar. Lembre-se, solo orgânico, vivo, equilibrado, é sinônimo de plantas e animais saudáveis, bem menos vulneráveis a doenças e insetos.

.ATENÇÃO: o pólen da flor de Neem é tóxico para as abelhas. O professor Luís Carlos Borsuk, especialista em Agroecologia, acredita que para furar a bolha do preço muito alto do óleo de Neem, as cooperativas podem encontrar alguma família associada para plantar um pomar de Neem, seguro às abelhas, e desse pomar extrair o óleo e comercializar regionalmente ou localmente.

.Por: Aurio Gislon, jornalista socioambiental, graduado em Comunicação Social, com informações de Fábio Montagna, agente de ATER do CEMEAR, técnico em Agropecuária, com especialização em Agricultura Orgânica e graduado em Ciências Contábeis.

dalneem-neem-01-tiny.jpg
dalneem-neem-02-tiny.jpg
dalneem-neem-03-tiny.jpg
dalneem-neem-04-tiny.jpg
dalneem-neem-06-tiny.jpg
dalneem-neem-05-tiny.jpg

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui