Xokleng, Guaranis e Kaingang, da Terra Indígena Ibirama, protestam contra o PL 490, na BR-470, em Ibirama

Não dá para entender o que levou o Supremo Tribunal Federal jogar pra frente mais uma vez a decisão sobre a causa do povo Xokleng, referente à Terra Indígena Ibirama, onde também vivem indígenas Guarani e Kaingang. Afinal, será que estão com medo de decidir porque eles próprios definiram que esta decisão valerá para os direitos de todos os povos indígenas? Será que estão em dúvida por causa das pressões dos grandes proprietários que, mesmo assim, desejam mais e mais terras, inclusive os territórios dos povos indígenas?