Mães lançam startup para ajudar outras mães durante a pandemia

Três empreendedoras decidiram colocar seus conhecimentos à disposição das mulheres que, mesmo com dietas e exercícios, não conseguem afinar a cintura

0
152
Três empreendedoras decidiram aproveitar as facilidades tecnológicas atuais para colaborar com mulheres que não têm tempo para uma rotina saudável (Foto: Divulgação)

Por causa da gestação ou um ganho de peso acentuado, muitas mulheres têm diástase, uma separação da musculatura do reto abdominal, que pode resultar em dores na coluna e uma barriguinha saliente. Além disso, problemas como incontinência urinária, má postura e baixo condicionamento físico surgem em mulheres que não conseguem sair de casa para se exercitarem ou ainda, quando conseguem, os exercícios tradicionais não focam nesses problemas.

Pensando nisso, a personal health, Silvana Tonezer, de Rio do Sul, e as personais trainer, credenciadas no Método Hipopressivo Brasil, Jaqueline Morais e Tamires Welter, de Jaraguá do Sul, decidiram aproveitar as facilidades tecnológicas atuais para colaborar com mulheres que não têm tempo para uma rotina saudável, pois precisam dar atenção ao lar e aos filhos e, por causa dos impactos da pandemia, não podem investir muito para cuidar delas mesmas.

Silvana, Jaqueline e Tamires criaram a startup Academia Barriga Negativa, um sistema de aulas online, com duração máxima de 20 minutos, que envolve o Método Hipopressivo, também conhecido como Barriga Negativa e exercícios mais intensos para acelerar a queima calórica. O objetivo é ensinar como diminuir a barriga, melhorar a postura, emagrecer e com isso evitar problemas como dores na coluna, doenças da síndrome metabólica, incontinência urinária, entre outras.

“Há cerca de quatro anos eu inclui os exercícios físicos na minha rotina. Foram várias experiências como corrida, musculação, treino funcional, na rua ou na academia. Eu também gostava de séries rápidas, em casa, e quando começou a pandemia, esse hábito teve um novo estímulo”, comentou Silvana.

Para saber mais acesse: www.academiabarriganegativa.com.br