O Comitê do Itajaí é formado por 50 instituições representantes de usuários de água. A ACIRS foi uma das instituições do Alto Vale que participou das análises (Foto: Comitê do Itajaí)

O Comitê do Itajaí protocolou no final de fevereiro, em Florianópolis, seu parecer sobre os projetos de melhoramentos fluviais e construção de diques propostos pela Defesa Civil de Santa Catarina, ao longo da Bacia do Rio Itajaí. O documento aprovado em assembleia geral no início do mês aponta para a necessidade do atendimento de diversas recomendações antes da adoção ou continuidade de implementação das medidas, entre elas, avaliação de alternativas locacionais e tecnológicas e a avaliação das alterações de velocidade dos escoamentos fluviais, erosão e transporte de sedimentos.

Para o Comitê do Itajaí, ainda é preciso aperfeiçoar o sistema de monitoramento e alerta na bacia hidrográfica, bem como, maior clareza sobre a forma e os recursos para a manutenção das novas obras. A sensibilização dos municípios para incorporar a gestão de risco nos planos diretores – incluindo a conservação das planícies de inundação – também foi solicitada.

A análise dos estudos de viabilidade, anteprojetos, projetos básicos e executivos dos melhoramentos fluviais foi iniciada pelo Comitê em 2018. O parecer com as recomendações do colegiado foi entregue pelo presidente Odair Fernandes à Defesa Civil de Santa Catarina.

O Comitê do Itajaí é formado por 50 instituições representantes de usuários de água, da população da bacia e de órgãos estaduais e federais. A ACIRS foi uma das instituições do Alto Vale que participou das análises e da tomada de decisão, defendendo a continuidade das medidas estruturantes, incluindo a construção das novas barragens.

Propostas analisadas pelo Comitê do Itajaí:

– Projeto executivo de melhoramentos fluviais entre Rio do Sul e Lontras;

– Anteprojeto do canal extravasor no maciço de Salto Pilão;

– Projeto executivo de melhoramentos fluviais em Taió;

– Projeto Executivo de melhoramentos fluviais em Timbó;

– Estudos básicos e de viabilidade técnica dos melhoramentos fluviais e construção de diques em Blumenau, Indaial e Gaspar;

– Anteprojeto do túnel de derivação em Blumenau;

– Estudo realizado para a melhoria fluvial do Rio Itajaí-Açu em Indaial;

– Projeto pré-executivo e executivo de melhoramentos fluviais em Ilhota, Navegantes e Itajaí.

Informações: Comitê de Gerenciamento Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui