Santos Cruz rebate Bolsonaro: Brasil não é país de maricas, precisa de seriedade, e não de fanfarronice

Ex-ministro de Jair Bolsonaro, general Santos Cruz ainda disse que o Brasil “é tolerante demais com a desigualdade social, corrupção, privilégios”

0
56
General Santos Cruz e Bolsonaro (Foto: ABr)

Ex-ministro do governo, o general Santos Cruz criticou a declaração de Jair Bolsonaro sobre o Brasil ser um “país de maricas” pela população estar preocupada com a pandemia do novo coronavírus.

Em publicação no Twitter, nesta quinta-feira 12, o general disse estar “cansado de show” e reforçou que o “Brasil não é um país de maricas”, “é tolerante demais com a desigualdade social, corrupção, privilégios”.

Ele ainda ressaltou que o Brasil “votou contra extremismos e corrupção. Votou por equilíbrio e união. Precisa de seriedade e não de show, espetáculo, embuste, fanfarronice e desrespeito”.

 “CANSADO DE SHOW. O Brasil não é um país de maricas. É tolerante demais com a desigualdade social, corrupção, privilégios. Votou contra extremismos e corrupção. Votou por equilíbrio e união. Precisa de seriedade e não de show, espetáculo, embuste, fanfarronice e desrespeito”.

Na terça-feira 10, em discurso no Planalto, Bolsonaro disse que é preciso enfrentar a pandemia do novo coronavírus de “peito aberto” e que o Brasil tem de deixar de ser “um país de maricas”, numa referência pejorativa ao receio com a Covid-19, que já matou mais de 162 mil e infectou 5,67 milhões de pessoas.

“Tudo agora é pandemia. Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer um dia… Não adianta fugir disso, da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas, pô”, disse Bolsonaro. “Olha que prato cheio para a imprensa, prato cheio para a urubuzada que está ali atrás”, acrescentou Bolsonaro, durante evento de lançamento da retomada do Turismo. (247)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui