Eleitores que não atualizaram cadastro Biométrico podem votar na eleição deste ano

Devido a pandemia, Tribunal Superior Eleitoral suspendeu cancelamentos de títulos para quem não fez revisão do documento

0
58
Desde o ano passado, 17 estados estavam em revisão do cadastro biométrico, segundo TSE (Foto: Wilson Dias/ABr)

O prazo para tirar o título de eleitor ou regularizar o documento se encerrou na última quarta-feira 6. Agora não há mais jeito para participar das eleições de 2020  quem não estiver devidamente formalizado nos registro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No entanto, há um grupo de eleitores que pode imaginar que estão irregulares, mas na verdade não estão. Devido à pandemia do coronavírus, o TSE determinou que não estão cancelados os títulos de quem não fez a revisão eleitoral iniciada em 2019, e que continuou neste ano. 

Foi realizada a atualização da biometria dos eleitores desde o ano passado. Segundo o TSE, 17 estados (AC, AM, BA, CE, ES, MA, MG, MS, MT, PA, PE, PR, RJ, RS, SC, SP e RO) estavam envolvidos nesse processo. O levantamento realizado pelo Tribunal aponta que mais de 2,5 milhões de brasileiros deixarão de ter os títulos cancelados com essa medida. A decisão foi assinada pela presidenta do TSE, a ministra Rosa Weber, no dia 17 de abril.

O TSE adverte que as inscrições que foram reabilitadas para votação deste ano voltarão a ser canceladas no cadastro eleitoral após a realização do pleito. Isso significa que os eleitores terão de regularizar sua situação depois das Eleições Municipais de 2020.

Não há nenhum sinal que o processo eleitoral pode ser suspenso ou adiado este ano. Caso alguma medida do tipo seja sinalizada, é possível reabra a possibilidade regularização, afinal esse procedimento tem limite de ocorrer em até 150 dias antes da eleição. No entanto, o TSE não pronunciou nada a respeito.

Você pode conferir como está sua situação eleitoral no site disponibilizado pelo TSE.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui