Francisco Frankenberger e família (Foto: Acervo Museu Histórico e Cultural)

Sete de setembro de 1892 é a data definida como marco do começo da colonização do Alto Vale do Itajaí com o primeiro imigrante alemão a se fixar na região, Francisco Frankenberger. Este fato está registrado no Diário de Francisco Frankenberger, o mais antigo documento escrito que trata da colonização. Para lembrar os 128 anos do início desse importante processo histórico, a Fundação Cultural disponibiliza o diário traduzido e uma pequena parte do acervo do Museu Histórico e Cultural e do Arquivo Público Histórico.

São documentos, imagens e publicações que tratam também dos povos indígenas Xokleng/LaKlãnõ, da chegada de imigrantes alemães e italianos, do ciclo da madeira e da Estrada de Ferro de Santa Catarina, entre outros contextos históricos:

– Texto sobre o histórico Rio do Sul;

– Diário de Francisco Frankenberger;

– Artigo sobre a colonização da publicação Rio do Sul nossa história em revista;

– Revistas em quadrinho: Rio do Sul nas palavras do colonizador e Indígenas do Alto Vale: o povo Xokleng LaKlãnõ e a colonização de Rio do Sul;

– Seleção de imagens históricas.

Um pouco da história:

O desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí iniciou com as tentativas de integração entre as populações do litoral e da região serrana. A abertura de estradas foi motivada pelos interesses e esforços do governo, das companhias de colonização e a iniciativa de pessoas que trouxeram a cultura de origem europeia para a região.

Com uma posição geográfica privilegiada, no meio desta rota, Rio do Sul começou a ser povoada por imigrantes alemães e italianos e seus descendentes que chegavam ao Vale do Itajaí. Em 1863, o engenheiro Emil Odebrecht já iniciava uma de suas expedições rumo ao Planalto. Quatro anos mais tarde, o engenheiro voltou a passar pelo território que viria ser Rio do Sul, deixando uma picada que por muitos anos foi a única ligação entre Blumenau e o Planalto.

Os colonizadores se embrenharam por áreas cobertas pela Mata Atlântica e já habitadas pelos índios Xokleng/LaKlãnõ. A cidade de Blumenau, que fora criada por lei em 1880 e instalada oficialmente em 1883, havia se tornado um importante centro nas áreas de colonização.

A picada deixada por Emil Odebrecht foi utilizada pela corrente de povoamento. O rio Itajaí-Açu, formado pela junção dos rios Itajaí do Sul e Itajaí do Oeste, desempenhou um papel fundamental na fixação dos colonizadores na região do Alto Vale do Itajaí, que iniciou oficialmente em 1892 com a chegada do primeiro colono, o imigrante alemão Francisco Frankenberger, que veio de Blumenau e se fixou na localidade de Matador.

Pouco tempo depois chegou à região Basílio Correa de Negredo, amigo do engenheiro Emil Odebrecht e que durante 30 anos trabalhou com o serviço da balsa que havia sido construída a mando da Prefeitura de Blumenau.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui