Auxílio pode ser requisitado depois de 7 dias da demissão, e prazo máximo é 120 dias (Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

Passo a passo: 

No primeiro semestre deste ano, o Brasil teve o maior número de fechamento de vagas de trabalho já registrado na história. Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que quase 1,2 milhão pessoas perderam seu emprego.

Os efeitos da pandemia somados à falta de medidas efetivas do governo para minimizar as consequências do vírus na sociedade podem ser apontados como os principais fatores para esse saldo negativo.

Diante de uma economia fragilizada, quem perdeu seu trabalho tem como caminho seguro buscar o Seguro-Desemprego (SD).

Tem direito ao benefício quem foi demitido sem justa causa, e que não possui outra forma de renda que seja suficiente à sua manutenção e de sua família. O auxílio pode ser solicitado de 7 a 120 dias após a demissão.

Passo a passo

Para pedir o benefício, é necessário ter em mãos RG, CPF, Carteira de Trabalho e Requerimento do Seguro-desemprego, que deve ser solicitado ao empregador.

O primeiro passo é acessar o site do governo destinado ao benefício. Clique em “solicitar” e crie um cadastro caso ainda não tenha.

Após preencher os dados, aparecerá um novo menu, escolha a opção “Seguro-Desemprego” e depois a opção para solicitá-lo.

Será necessário inserir o Requerimento neste momento (número de dez dígitos e está no alto do formulário entregue pelo empregador após a demissão sem justa causa).

Após essas etapas, aparecerá um documento que precisa ser lido com atenção e ver se todas informações estão corretas. 

Finalmente, a solicitação está finalizada. Neste mesmo site que foi feito o requerimento é possível acompanhar o pedido. 

Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, o pagamento é feito em até 30 dias depois da solicitação se todos os dados estiverem corretos.

O valor mínimo do seguro-desemprego é R$ 1.045 (salário mínimo), e o teto, R$ 1.813,03

A solicitação pode ser feita pelo aplicativo “Carteira de Trabalho Digital”, disponível para Android ou IOS. Caso tenha algum problema, a Secretaria recomenda usar o canal online, preenchendo um documento relatando qual foi a dificuldade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui