Dinheiro da Câmara garante parte do 13º dos servidores municipais (Imagem Ilustrativa)

Cumprindo o que havia sido anunciado dias atrás, o Poder Legislativo de Rio do Sul devolveu R$ 2 milhões para o município. Pelo acordo alinhavado entre vereadores e prefeito, o recurso servirá para custear mais da metade da primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores do Executivo. As transferências bancárias foram feitas entre ontem e hoje (15-07-20), e se refere apenas à economia de janeiro a julho de 2020, o que significa que até dezembro mais recursos devem voltar do Legislativo ao Executivo.

A Câmara pode apenas restituir os valores que sobraram de cada duodécimo à administração municipal, que é quem dá destino aos valores. Entretanto, o vereador Cariso Sávio Giacomini, presidente da Câmara Municipal de Rio do Sul, lembra que os vereadores pediram uma finalidade específica para os recursos. “O prefeito se comprometeu em usar esta devolução para pagar a primeira parcela do décimo terceiro dos servidores da prefeitura. Fico satisfeito que a economia de cada vereador e servidor terá um bom destino”, afirmou Giacomini.

A atual legislatura da Câmara Municipal de Rio do Sul, que começou em 2017, tem buscado fazer a “lição de casa”. Podemos citar, como atitudes que diminuíram de forma pesada os gastos do Legislativo: a troca da transmissão das sessões em TV aberta pela transmissão pela internet; a saída sem reposição de cinco servidores, possibilitada pela gestão de recursos humanos; a digitalização total dos processos, quase abolindo o uso de papel, impressoras e insumos; e o fim das diárias para agentes políticos. A partir de 2021, a perspectiva de economia é ainda maior, uma vez que o subsídio de cada vereador será 10% menor e não incidirá reposição inflacionária de 2020 para 2021.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui