Hobus cobra reformas urgentes de escolas (Foto: Divulgação)

Enquanto o governo catarinense gastou mais de R$ 12 milhões na compra de carros de luxo para a Educação, no final do ano passado, muitos colégios estaduais estão em situação caótica e precisam de reformas urgentes. Esta realidade motivou crítica do deputado Milton Hobus (PSD) na sessão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) da última terça-feira 23.

O parlamentar mostrou como exemplo a situação da Escola Básica Cacilda Guimarães, que fica alagada a cada chuva e tem problemas estruturais que oferecem riscos aos alunos. Somente neste caso, Hobus afirma que já protocolou vários ofícios e se reuniu com a Secretaria de Educação duas vezes.

“Continua chovendo dentro. Não tem licitação até hoje para consertar. Qual a explicação que o Estado tem, já que está sobrando dinheiro do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação)”, questionou.

O parlamentar citou também os casos das escolas de educação básica Alto Rio Anta (Santa Terezinha), Walmor Ribeiro (Ibirama), Dom Daniel Hostin (Matos Costa), Otília Muller (Chapadão do Lageado) e Pedro Américo (Agrolândia).  

Hobus acrescentou ainda que o principal problema para essa demora foi a mudança que o atual governo fez de transferir os projetos de reformas de escolas para a Secretaria de Infraestrutura. De acordo com ele, o responsável deveria ser a Educação, já que a Infraestrutura não consegue fazer sequer obras de tapa-buraco nas rodovias.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui