Hospital de Ibirama organiza ala exclusiva para pacientes com doenças respiratórias graves

O objetivo é garantir leitos para atendimento de pacientes infectados após o pico de disseminação do vírus na região

0
45
Dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva serão priorizados para os pacientes com doenças respiratórias agudas e com suspeita do Coronavírus (Foto: ACPMI)

Na tarde desta quinta-feira 19, a diretoria do Hospital Doutor Waldomiro Colautti, de Ibirama, juntamente aos representantes dó corpo médico e de enfermeiros, repassou orientações sobre o protocolo de atendimentos que serão realizados na unidade, referente a pacientes com sintomas de doenças respiratórias agudas.

O objetivo é garantir leitos para atendimento de pacientes infectados após o pico de disseminação do vírus na região. Pacientes que sofrem de outras doenças serão transferidos para o Hospital Maria Auxiliadora, em Presidente Getúlio, que disponibilizou 30 leitos para atendimento. “Nosso objetivo é evitar que pacientes que estejam infectados com o Coronavírus, ou acometidos de outras doenças respiratórias agudas, sejam atendidos no mesmo ambiente que pacientes portadores de outras doenças”, explicou o gerente técnico da unidade hospitalar, médico Nilson Carvalho Correa.

O diretor do Hospital, Roberto Ferrari, afirmou que os 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva serão priorizados para os pacientes com doenças respiratórias agudas e com suspeita do Coronavírus. “Se a Secretaria de Estado de Saúde conseguir disponibilizar os equipamentos necessários, conseguiremos dobrar o número de leitos para atendimento, conforme necessidade”, destacou.

Pacientes com suspeita devem procurar Unidades Básicas de Saúde

A diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Gerência Regional de Saúde de Rio do Sul, Ana Paula Sebold, explicou que o primeiro contato do paciente com suspeita deve ser feito com a Unidade Básica de Saúde de referência. “O hospital não terá condições de absorver toda esta demanda, considerando que os atendimentos de urgência e emergência permanecem sendo realizados, independente da propagação do vírus”, destacou.

Devem procurar as unidades de saúde, pessoas que viajaram para o exterior, ou que tiveram contato direto com pacientes com a Covid-19, confirmados por exames laboratoriais e que apresentem sintomas gripais e febre. “Obrigatoriamente estas pessoas devem permanecer em suas casas, pelo período de sete dias, e serem monitoradas pelo serviço de Atenção Básica dos municípios”, destacou.

A Secretaria de Saúde de Ibirama disponibilizou o Centro de Triagem Covid-19, onde o cidadão pode fazer o contato telefônico, ou por aplicativo de mensagens, para tirar dúvidas e saber como proceder. Os telefones são 3357-8640 e 98874-0881.

Consultas e cirurgias eletivas estão suspensas

Conforme Decreto de Emergência do Governo do Estado de Santa Catarina, as consultas e cirurgias eletivas, as quais não tem caráter de urgência, estão temporariamente suspensas e que os procedimentos serão reagendados no futuro, conforme fila de espera dos pacientes.

A maternidade e os serviços de atendimento de emergência permanecem em funcionamento normal.

Casos de Coronavírus na região do Vale Norte

Até o momento, seis pacientes fizeram a coleta de material para análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), de Florianópolis. Quatro exames atestaram negativo e dois, sendo um de Ibirama, ainda aguardam resultado. Neste período eles estão isolados em casa, sendo monitorados pela rede municipal de Saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui