Estudantes do Curso de Assistente Administrativo participaram da criação de empresas fictícias do ramo alimentício (Foto: Site Aprendiz SENAI)

Seis turmas do curso de Assistente Administrativo, de Presidente Getúlio e Rio do Sul, participaram da Situação de Aprendizagem Industrial criando sete empresas fictícias do ramo alimentício. Todas deveriam ser indústrias e teriam um capital inicial de R$ 100 mil. A primeira atividade foi a criação do produto, algo inovador, que poderia ser fabricado, divulgado e vendido.

Os estudantes de Presidente Getúlio fundaram a Milk Valley, com o Grape Milk, um suplemento nutritivo em pó para misturar com água. Outro grupo constituiu a Green Alimentos Saudáveis, com a cesta de café da manhã Green Fit, 100% natural e orgânica. A terceira turma criou a Companhia das Delícias, com o Mousse Cup, um copo comestível recheado de mousse. Em Rio do Sul, foram simuladas as empresas Ben Vitta, com os chips saudáveis; a El Burguer, com hamburgueres recheados; a Fast Gourmet, com fondues individuais e a Biolife com canudos comestíveis.

O processo de aprendizagem envolveu ainda a elaboração da razão social, logomarca, contrato social, alvarás, planejamento de produção, pesquisa de mercado, formação de preço, divulgação do produto, entre outros serviços essenciais de uma empresa. Diferentes matérias foram aplicadas para colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante o curso.

O tema deste ano da Situação de Aprendizagem, “Vida Empreendedora: Entendendo o caminho do sucesso profissional”, foi escolhido devido à dificuldade que os jovens da Geração Y têm para compreender a construção de uma carreira, já que ficam insatisfeitos facilmente quando não alcançam com rapidez o sucesso almejado. Por isso os exercícios apresentaram a importância da dedicação e do trabalho duro. Na simulação eles puderam disputar o mercado, contratar e demitir colaboradores, correr o risco de serem demitidos se não cumprissem as obrigações, almejar ascender profissionalmente através dos planos de carreira.

“Durante as atividades aprendi o verdadeiro significado da palavra ‘equipe’. Nosso grupo tinha 17 participantes e lidamos com as opiniões divergentes com respeito, empatia e confiança. Aprendi que um grande trabalho é formado por pequenas tarefas. Tudo era desafiador e instigante. Foi uma experiência maravilhosa concluir cada etapa. Se não fosse pelo curso, teríamos que aprender com os erros no mercado de trabalho, o que seria bem mais complicado”, contou a aluna Jéssica Eduarda Boll, da equipe Bio Life.

Conheça os cursos oferecidos pelo SENAI no site: www.sc.senai.br.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui