Seduc realiza nova etapa educativa do programa Transitolândia em Rio do Sul

Atividade multidisciplinar engloba conscientização e atividades práticas em parceria com Polícia Militar

0
382
Transitolândia é um espaço caracterizado como uma minicidade com protótipo de ruas, sinalização e uso de triciclos (Foto: Mário Dáud)

Educação no trânsito é uma forma de promover cidadania e conscientização. Ciente da importância de transmissão desses valores a Secretaria de Educação de Rio do Sul (Seduc) realiza a entrega de carteira de habilitação mirim por meio do programa Transitolândia. O evento acontece nesta quarta-feira, 16 de outubro, no 13º Batalhão da Polícia Militar, no Bairro Santana. 397 estudantes de turmas dos terceiros anos irão receber as carteiras de habilitação simbólicas. A atividade acontece em dois horários: às 9h e às 14h30 para atender alunos que estudam em turnos alternados.

O curso foi realizado em etapas. A aula teórica foi aplicada nas próprias escolas enquanto a fase vivencial foi realizada na Transitolândia, que é um espaço caracterizado como uma minicidade com protótipo de ruas, sinalização e uso de triciclos. Em sala de aula foram desenvolvidas atividades artísticas com montagem de carrinhos de papel, ensinamento sobre conduta, normas de trânsito e confecção de cartazes com exposição na própria unidade de ensino. As aulas práticas são semanais. “Trata-se de um tema transversal, o professor tem o ano inteiro para trabalhar com o assunto de forma contínua”, explana a chefe de divisão de gestão dos resultados de ensino, Adriana Soares.

Conscientização

“A educação para o trânsito contribui para uma Rio do Sul mais segura. A criança ocupa o papel de multiplicador, visto que orienta os pais e a própria comunidade. Essa é uma forma seminal de estimular um comportamento de prevenção de acidentes, enfatizar uma postura segura com o uso habitual do cinto de segurança e cadeirinha para crianças menores. Também orientamos sobre o risco de conciliar uso de bebida alcoólica e direção. Assim os próprios alunos podem conscientizar pais, responsáveis e familiares”, opina a secretária de Educação, Janara Mafra.

O prefeito José Thomé, define a ação como “uma maneira de transmitir valores e um novo olhar sobre o trânsito. Estamos fazendo a nossa parte para promover cidadania e educação para que possamos viver uma cultura de paz e segurança nas ruas da Capital do Alto Vale. São sementes que irão dar resultados na Rio do Sul do futuro”. O programa Transitolândia, que existe desde 2017, é multidisciplinar e reúne professores, diretores, diversas disciplinas e está alinhado com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a proposta curricular da rede municipal de ensino. Em 2018 a atividade contemplou 340 alunos da mesma série.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui