Sesc divulga a programação da 19ª Mostra EmCenaCatarina

Primeira etapa do projeto passa por Rio do Sul e Vidal Ramos

0
132
Cena de “Meu pai é um  homem pássaro” (Foto: Francielle Hilbert)

Os espetáculos “Meu Pai é um Homem Pássaro”, da Cia. Experimentus; “Índice 22”, da Cia. Téspis de Teatro; e “O que só passarinho entende”, da Cia. Cobaia Cênica, circulam pelo Alto Vale do Itajaí na 19ª Mostra EmCenaCatarina – maior projeto estadual de circulação de espetáculos de artes cênicas e promovido pelo Sesc. As apresentações serão em Rio do Sul (15 a 17/09), na Fundação Cultural, e Vidal Ramos (16 a 18/09), na Obra Kolping e no Anfiteatro Tranquilo Dognini. Detalhes da programação no www.sesc-sc.com.br/site/portal/agenda.

Neste ano, a Mostra EmCenaCatarina acontece em três etapas, que chegam a 26 cidades de Santa Catarina até novembro. São três dias consecutivos de atividades, com apresentações seguidas de bate-papo em que os artistas compartilham um pouco da sua pesquisa e dialogam sobre as temáticas abordadas em cena, sempre com a mediação de um convidado em cada local.

 Sobre os espetáculos:

“Meu Pai é um Homem Pássaro”: é a décima primeira montagem da Cia. Experimentus, que foi criada a partir do romance “MyDad’s a Birdman”, do britânico David Almond, autor de obras como “Skellig” (1998), “MyNameis Mina (2010)”, além de outras histórias e peças teatrais. Na trama, Jack é um homem que, após a perda de sua esposa, vive sob os atenciosos cuidados de sua filha Lizzie. Apaixonado pelos pássaros e tomado pelo desejo de voar, Jack se vê diante da chance de lançar-se no ar quando é anunciado que a cidade receberá “A Grande Competição do Pássaro Humano”. O sonho do “avoado” pai passa a ser também um desejo de sua filha e, assim, novos laços começam a ser estabelecidos entre os dois, um homem pássaro e uma menina pássaro. O espetáculo tem a duração de 60 minutos e classificação indicativa para crianças a partir de 6 anos.

“Índice 22”: Na obra, escrita por Max Reinert, também integrante da Téspis Cia de Teatro, a atriz Denise da Luz interpreta uma personagem que reflete a espetacularização da violência em nosso cotidiano através das relações sociais. Apresenta uma narrativa fragmentada, bastante comum em tempos de mídias sociais, instigando a plateia a pensar sobre os comportamentos que expõem nossa vida no mundo virtual. Em mundo cada vez mais “espetacular”, até que ponto somos capazes de fazer do nosso sofrimento e do sofrimento alheio um show em busca de views e likes. Se a popularidade é a medida para nossas vidas, por quanto tempo será possível manter-se vivo? O espetáculo tem a duração de 40 minutos e classificação indicativa para pessoas a partir de 16 anos.

“O que só passarinho entende”: é um espetáculo da Cia. Cobaia Cênica que apresenta de maneira lúdica e poética a singularidade de uma mulher que, apesar de marcada pelas intempéries da vida, carrega a convicção de que o real valor e beleza de sua existência estão no conhecimento empírico, diretamente ligado à natureza. Tem como pano de fundo o Vale do Jequitinhonha, no Nordeste do estado de Minas Gerais, e assume um compromisso de resgate e valorização das riquezas e da cultura nacional. O espetáculo tem a duração de 75 minutos e classificação indicativa para pessoas a partir de 10 anos.

Há 19 anos na estrada, o EmCenaCatarina é o maior projeto de circulação de espetáculos de artes cênicas Santa Catarina, que fomenta e valoriza a cultura local. A cada ano, são escolhidos para compor o circuito trabalhos de grupos e/ou artistas catarinenses, podendo ser espetáculos ou performances de teatro, circo ou dança.

19ª Mostra EmCenaCatarina

Rio do Sul:

15/09, 15h: Meu Pai é um Homem Pássaro, da Cia. Experimentus (na Fundação Cultural)

16/09, 19h30: Índice 22, da Téspis Cia de Teatro (na Fundação Cultural)

17/09: 19h30: O que só passarinho entende, da Cia. Cobaia Cênica (na Fundação Cultural)

Vidal Ramos:

16/09, 14h30: Meu Pai é um Homem Pássaro, da Cia. Experimentus (na Obra Kolping)

17/09, 19h30: Índice 22, da Téspis Cia de Teatro (no Anfiteatro Tranquilo Dognini)

18/09: 19h30: O que só passarinho entende, da Cia. Cobaia Cênica (no Anfiteatro Tranquilo Dognini).

Informações:

Relacionamento com a Imprensa

Sesc/SC – Departamento Regional

Alessandra Carvalho e Sarah Goulart

imprensa@sesc-sc.com.br | (48) 3251-4893 |(48) 3251-4894 |(48) 9 9922-8526

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui