Prêmio Elisabete Anderle

A principal ferramenta de fomento à arte em Santa Catarina distribuirá R$ 5,6 milhões a projetos de três áreas: Patrimônio Cultural, Artes e Artes Populares. Os recursos são do Governo do Estado, com promoção da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

Interessadas em todo o Estado podem enviar os projetos para os três editais que compõem o Prêmio por meio da plataforma digital criada especialmente para este fim. O Edital de Patrimônio Cultural premiará projetos nas categorias Patrimônio Material; Patrimônio Imaterial; Museus; e Bibliotecas Públicas. O Edital de Artes Populares aborda Artes Circenses; Culturas Populares e Diversidades; Culturas Negras e Afro-Brasileiras; e Culturas dos Povos Indígenas. E o Edital de Artes se subdivide nas categorias Artes Visuais; Dança; Música; Teatro; e Letras – Livro, Leitura e Literatura.

Nesta edição, o Prêmio Elisabete Anderle tem como um de seus principais objetivos que os projetos contemplados alcancem municípios de pequeno e médio portes das diferentes regiões do Estado. Por isso, todas as mesorregiões catarinenses terão, pelo menos, uma proposta premiada nos editais de Artes e Artes Populares, caso haja inscrição.

Prêmio Catarinense de Cinema

Já as inscrições para o Prêmio Catarinense de Cinema seguem com prazo de encerramento para esta quinta-feira, 12, às 23h59. Esta edição distribuirá o valor recorde de R$ 19.260.000 a projetos de 26 categorias, com recursos do Governo do Estado, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), e o Governo Federal, por meio do Fundo Setorial do Audiovisual / Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Em 2019, pela primeira vez, as inscrições são feitas por meio digital, na plataforma oficial.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui