Trip Teatro apresentará “O Velho Lobo do Mar” em Cascavel (Foto: Divulgação)

Um espetáculo pequeno em tempo de duração e enorme em significado. “O Velho Lobo do Mar”, da Trip Teatro de Rio do Sul, Santa Catarina, tem uma característica bem particular: a total ausência de texto falado. É uma peça 100% visual, que permite diferentes leituras de acordo com a faixa etária e as vivências de cada um. Essa é mais uma das atrações do Festin, o Festival de Teatro Infantil de Cascavel, que acontecerá entre os dias 10 e 15 de setembro.

Com a manipulação de um cenário e de bonecos de luva e vara, o autor e diretor da peça, Willian Walter Sieverdt conta a história de Charlie, um marujo aposentado que se perde em uma ilha do Oceano Atlântico e que vai resolvendo várias dificuldades que surgem nesse ambiente, seja subindo em um coqueiro atrás de alimento, tentando convencer uma minhoca a ir para o anzol, em busca de um tesouro ou até mesmo fazendo amizade com uma baleia. “A peça acaba abordando muito a relação do homem com o meio e questões como amizade e perseverança, principalmente. A mensagem é de que ‘vale a pena persistir, porque no final sempre dá certo’”, comenta Willian. 

Mais antigo espetáculo do repertório da Trip Teatro, “O Velho Lobo do Mar” tem 22 anos de estrada: já foi apresentado em praticamente todos os estados brasileiros, além de cidades de diversos outros países. “Eu não vejo diferença da reação do público nesses lugares, até porque os sons dos aplausos e dos risos são praticamente iguais em qualquer lugar. Tem o mesmo encantamento e reação positiva por onde passou. Eu gosto do público infantil por ser um público familiar, que pra mim é o melhor que tem no teatro: quando a família vai junto e compartilha daquele mesmo momento”, detalha Willian. 

Quem participar do Festin vai poder se encantar também, conferindo a peça, recomendada para crianças a partir de quatro anos de idade, de forma gratuita no dia 12 de setembro, às 16h, ao lado da Biblioteca Municipal de Cascavel e no dia 13 de setembro, às 10h, no calçadão da Avenida Brasil, no centro da cidade. “Estamos bastante ansiosos, eu particularmente, porque o primeiro festival importante que participei fora de Santa Catarina, começando minha trajetória no teatro, antes de criar a companhia, foi em Cascavel, num festival sul brasileiro, em 1986, quando eu devia ter uns 14, 15 anos.  Foi uma experiência muito bacana e vai ser bom voltar a Cascavel depois de tanto tempo”, espera o ator, que depois da peça ainda vai interagir com a plateia contando como os bonecos são confeccionados e manipulados.  

Sobre o Festin

O Festival de Teatro Infantil de Cascavel nasceu com a proposta de despertar o interesse das crianças pelo universo teatral, incentivando que elas assistam mais peças e se motivem a encenar também. A primeira edição aconteceu em 2017 e teve 20 apresentações gratuitas durante uma semana em vários locais da cidade: praças, calçadas, parques e salas de concerto. Em 2019, o Festin retorna maior e mais completo. Neste ano, o projeto, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura e patrocinado pela Syngenta, teve uma seleção que abrangeu companhias de todo território brasileiro. A produção é feita por duas irmãs apaixonadas pela área cultural: a atriz Cynthya Borges e a produtora Bruna Bailey. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui