Exportações catarinenses crescem 10,7% no primeiro semestre

O resultado demonstra o potencial da economia catarinense

0
259
No acumulado do semestre, as carnes de aves representam 24% das exportações catarinenses (Foto: Cristiano Estrela/Secom)

Santa Catarina terminou o primeiro semestre deste ano com números positivos para o comércio exterior. Entre janeiro e junho, as exportações catarinenses cresceram 10,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto no Brasil houve um recuo de 3,5%. Em números absolutos, as vendas de Santa Catarina para o exterior somaram US$ 4,51 bilhões contra US$ 4,07 bilhões no primeiro semestre do ano passado. Apenas em junho, a alta foi de 1,3% em relação ao mesmo mês do ano passado.

No acumulado do semestre, as carnes de aves representam 24% das exportações catarinenses, mais de três vezes acima da carne suína, com 8%, na segunda posição. Soja (7%), partes de motor (4,5%) e motores elétricos (4,3%) completam a lista.

O secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gôuvea, comenta o destaque do agronegócio catarinense na pauta de exportações: “Isso prova da qualidade dos nossos produtos e da competência dos nossos produtores rurais, da iniciativa privada e do Governo do Estado. Santa Catarina é referência internacional pelo cuidado extremo com a sanidade animal, o que abre as portas de países muito competitivos e exigentes. A produção catarinense está ganhando cada vez mais espaço no mercado internacional.”

O principal destino das exportações catarinenses no primeiro semestre foram os Estados Unidos, com 14,6%. Em seguida aparecem a China (13,9%), o Japão (5,1%), a Argentina (4,8%) e o México (3,6%).

Na visão do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, o resultado demonstra o potencial da economia catarinense. “Nossos empreendedores tem uma veia exportadora muito forte. Isso faz de Santa Catarina um Estado diferenciado. Estamos trabalhando para ajudar para que esses números sigam melhorando, o que auxilia toda a cadeia econômica”, diz Esmeraldino.

Além das exportações, as importações catarinenses também tiveram um aumento, de 8,9%, para um total de US4 8,1 bilhões. Os dados são Observatório da Indústria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui