Empresas de transporte turístico discutem assaltos nas rodovias em reunião na Alesc

Ideia é unir entidades, empresas e poder público contra a criminalidade

0
1121
José Marciel Neis, presidente AETTUSC (Foto: Agência Alesc)

O setor de transporte turístico e fretamento de Santa Catarina está à beira de um colapso diante dos frequentes assaltos aos ônibus que transportam catarinenses, principalmente em passagem pelos estados do Paraná e São Paulo. As constantes perdas levaram entidades, políticos, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e outros órgãos a discutir o tema na última segunda-feira 1º, na Assembleia Legislativa. Uma reunião extraordinária da Comissão de Transportes de Desenvolvimento Urbano da Alesc, conduzida pelo deputado estadual João Amin (PP) marcou encontro inédito entre poder público, entidades representantes do varejo e transporte turístico e fretamento.

“Foi um momento importante para juntarmos forças e resolver o problema, fortalecendo nosso setor”, afirmou, afirmou José Marciel Neis, presidente AETTUSC, entidade que representa o setor no Estado. “Acreditamos que ações efetivas e realizadas em conjunto são vitais para reverter a situação”, completou.

Como encaminhamento, será produzido documento fruto do encontro a ser apresentado ao Fórum Parlamentar Catarinense, em Brasília. “A partir daí, a união com os fóruns do Paraná e São Paulo poderão estabelecer cruzamentos de informações e ações integradas”, informou a deputada federal Ângela Amin, também presente à reunião. Nilton Pacheco, diretor de Assuntos Políticos, da AETTUSC, alertou para perdas não somente aos lojistas, mas também ao turismo e à sobrevivência do setor. “Nossos negócios sofreram muitas perdas devido ao medo de viajar”, alertou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui