Os ovos trazem inúmeros benefícios para a saúde (Imagem: Shutterstock / Arte: Flávia Souza/IG)

Os ovos podem podem ou não ser nossos melhores amigos? Aquela história de que eram os grandes vilões, causadores do colesterol e deviam ser evitados foi por água abaixo ou está valendo, produção? É o que fomos apurar.

O começo da nossa investigação é promissor. De acordo com Michelle Mileto, nutricionista do Centro Médico Kurotel, os ovos trazem inúmeros benefícios para a saúde se associados a uma alimentação saudável e individualizada.

O que exatamente?

Com proteína de alto valor biológico, diversas vitaminas, minerais, ômega 3 e compostos antioxidantes, eles podem:

Ajudar no emagrecimento (alô, proteínas e poucas calorias!)

Por conta da colina, contribuir para o bom desenvolvimento cerebral (além de ajudar na função hepática e prevenção do câncer)

Promover efeito antioxidante (luteína e zeaxantina são os compostos que ajudam a combater radicais livres e retardar o envelhecimento)

Diminuir o risco de doenças (a imunoglobulina Y é um dos principais anticorpos e pode inibir o desenvolvimento de infecções, como o Rotavírus e a Escherichia coli)

Ovos e colesterol? Não mais

Também segundo Michelle, diversos estudos científicos provam que o colesterol presente nos alimentos não têm influência alguma sobre os níveis de colesterol no sangue.

“A gema de ovo fresco tem 424 mg de colesterol para cada 100 gramas. E grande parte dele é consumida por nosso organismo no processo de produção hormonal, na síntese de hormônios lipossolúveis”, explica a profissional.

E mais: “O consumo de ovos tende a elevar simultaneamente os níveis do de c-LDL (chamado colesterol ruim) e c-HDL (chamado colesterol bom), mantendo a relação entre eles sem alterações significativas”, completa.

Além disso, pesquisas mostram que maus hábitos alimentares + sedentarismo + predisposição genética têm muito mais relevância para o aumento das taxas de colesterol e doenças cardiovasculares do que um alimento isolado, como o ovo.

Consuma ovos diariamente

Portanto, inclua os ovos em seu cardápio diário! Segundo a nutri, a quantidade ideal varia de acordo com a individualidade bioquímica do organismo. Mas, em média, é indicado de 1 a 3 ovos por dia.

“O ovo pode ser consumido no café da manhã, lanches intermediários e nas principais refeições. Como possui excelente fonte de proteína para síntese de massa magra, é considerado um ótimo lanche pós treino de reforço muscular”, diz.

E pode ser uma ótima alternativa para os vegetarianos, por conta de sua proteína de alto valor biológico. Os ovos estão com tudo!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui