Prefeituras optam por telemonitoramento da iluminação pública

Tecnologia permite identificar e solucionar falhas com maior agilidade

0
7031
Prefeituras testam telemonitoramento da iluminação pública

A automatização dos parques de iluminação pública é uma realidade crescente nas principais cidades catarinenses. Com o uso de sistemas de telemonitoramento, como os instalados experimentalmente pelas prefeituras de Florianópolis, Palhoça, São José, Blumenau e Joinville, é possível o acompanhamento em tempo real das luminárias de toda a cidade.

O sistema é utilizado para identificar falhas de funcionamento e também para controlar a intensidade luminosa das lâmpadas, ajudando a reduzir o consumo de energia em horários específicos.

A SQE LUZ, empresa responsável pela instalação deste equipamento, explica que via monitoramento é possível ligar e desligar a luz de uma determinada luminária, ou até mesmo de uma rua inteira. Entre outras funcionalidades, o sistema ainda emite alerta quando alguma luminária apresentar falha. “Comumente o processo, por exemplo, para a substituição de uma lâmpada queimada começa com a solicitação por parte do morador, que liga para nossos canais de atendimento. Esse pedido para troca vai para nossas equipes que efetivamente realizam a mudança, ou com a detecção do problema através de nossas equipes de ronda. Esse tempo de resposta é bastante rápido atualmente, mas se torna ainda mais veloz com o telemonitoramento, pois assim que o defeito ocorre ele é detectado automaticamente. Essa tecnologia se torna ainda mais importante em ruas com poucos moradores”, explica Gilberto Vieira Filho, proprietário do Consórcio formado pelas empresas Sadenco, adquirida pela Engie, e pela empresa Quantum Engenharia.

Outra funcionalidade desse sistema é o aviso de funcionamento indevido das luminárias. Sendo assim, toda vez que as luzes acendem durante o dia ou apagam durante a noite, alarme é disparado, chamando a atenção para a necessidade de ajustes.

A dimmerizacao, ou seja, diminuir a intensidade da luz em horários de pouco movimento, é outra possibilidade do sistema. Benefícios como esse podem gerar economia de até 25% de energia para as prefeituras. Com isso, o valor poupado pode ser investido em modernizações e ampliações. Por fim, além de ser um facilitador na hora de manutenções, a tecnologia é uma importante aliada da segurança pública, já que a iluminação nas ruas e praças é um dos fatores de impacto nesta questão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui