Seades qualifica quase 90 trabalhadores em Rio do Sul

Cursos gratuitos são voltados prioritariamente para população atendida por programas sociais

0
435

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) de Rio do Sul realizou nesta terça-feira 4, a conclusão do programa de qualificação profissional de quatro turmas da Central de Oportunidades. São 88 concluintes das turmas de confeitaria, panificação, salgados e costura industrial. A carga horária de cada segmento variou de 70 a 120 horas aula. O encerramento ocorreu, às 14h, na Obra Kolping.

A definição das turmas e carga horária ficaram a cargo da Seades. “Reconhecemos a importância da qualificação de mão de obra e, por outro lado, a demanda desses setores por profissionais qualificados”, pontua a secretária da Seades, Danielle Zanella. Os cursos gratuitos são abertos à comunidade e a prioridade são usuários atendidos pelos chamados ‘equipamentos sociais’ como Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop).

Caso haja disponibilidade de vagas só então são destinadas à comunidade em geral. Segundo o gestor de programas sociais, Ricardo Pinheiro, esse ano houve parceria com o Instituto Federal Catarinense (IFC), “o que proporcionou abertura de 25 vagas para haitianos, por meio do programa Grão de Mostarda”. O servidor garante que há casos de trabalhadores já recolocados no mercado de trabalho. E, para 2019, estão garantidas turmas como panificação, confeitaria e salgados. Os cursos de qualificação profissional são tradicionais nas ações do governo municipal. “No entanto, desde 2017 houve a novidade que foi a abertura de turmas de costura industrial”, enfatiza Danielle Zanella.

Pead

Para encerrar a mesma semana, no dia 7 será a vez do evento de integração e conclusão das turmas do Programa Emergencial de Auxílio Desemprego (Pead). Neste dia, às 8h30, grupo de 117 trabalhadores receberá certificação de conclusão de cursos de qualificação profissional como: informática básica, costura industrial, calceteiro, panificação e confeitaria.

Danielle Zanella adianta que a novidade para 2019 será o curso de costura doméstica e customização. “O qual será voltado para pequenos reparos, customizar roupa, costurar mangas, fazer ajustes e afins. Além de ser uma condição dos trabalhadores desfrutarem de um novo nicho de mercado e incrementar a própria geração de renda”, explica a secretária.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui