Açúcar: 5 Jeitos de Comer Menos Doces… Sem Sofrer

Quando até alimentos “saudáveis” escondem açúcar, está na hora de rever suas estratégias!

0
139
Ele pode até ser considerado um vilão da dieta, mas a gente tem que confessar... O açúcar é bom, não é?

Por Amanda Panteri

A verdade é que a maioria de nós está ciente dos malefícios que o açúcar traz para o organismo. Será que de tempos em tempos esquecemos?

Quando em excesso, o açúcar pode ser uma das causas do aumento de peso e aparecimento de doenças como a diabetes, colesterol alto, gastrite… e a lista continua. Sem contar que ele também está relacionado com o envelhecimento precoce.

Isso mesmo. Especialistas em dermatologia sabem que as moléculas de glicose em excesso no organismo podem se fundir com as nossas proteínas e acelerar o envelhecimento. Conseguiu lembrar por que você precisa maneirar no açúcar?

O problema é que uma coisa é falar, e outra fazer. Não adianta colocar a despedida do doce como uma das metas para 2019 (afinal, o ano novo está chegando) e não conseguir se conter diante da primeira rabanada que sorri para você. Quer saber como resistir à tentação diariamente e cair menos em tentação?

Não perca estas 5 dicas

Pare de comprar tantos industrializados

Pare de comprar tantos doces

Pegue a calculadora

Entenda que o processo não é fácil

No começo, permita-se um docinho aqui e ali.

Vamos entender cada dica?

Pare de comprar tantos industrializados

Até mesmo os com o selo “saudável” estampado bem grande na embalagem. O motivo? Algumas marcas podem não estar sendo tão sinceras assim com você. E para tirar um certo ingrediente do produto sem comprometer o gosto final (como a gordura, por exemplo), elas enchem o alimento com açúcar, conservantes e aromatizantes. É aquela história do: é light, mas tem o mesmo gostinho — e faz tão mal quanto.

Com os sem-glúten é a mesma história. Uma pesquisa do periódico norte-americano Pediatrics, por exemplo, descobriu que os alimentos voltados para as crianças que se dizem “gluten free” podem ter até menos gordura e sódio (pelo menos em 88% deles), mas carregam na composição mais açúcar (comprovado em 79% deles).

Antes de comprar alguma coisa que se diz light, que tal olhar seus ingredientes antes? Ou ainda melhor: que tal trocá-lo por algo mais natural e orgânico, como uma fruta, verdura ou legume

Pare de comprar tantos doces

Para muitas pessoas, esse refinado chega a ser um vício, assim como uma droga ou o álcool. E como os alcoólatras fazem para cortar de vez o consumo da bebida? Tirando a tentação de todos os ambientes que frequentam. Então, vale a pena tentar fazer isso em casa. Não vale a pena comprar bolachas, barras de chocolate e outros docinhos apenas para deixar no estoque. Não comprando, você não vai ter como sucumbir a eles.

E antes de você achar que estamos falando da boca para fora, saiba que o método já foi comprovado. Uma faculdade parou de distribuir máquinas de refrigerante pelo campus. O resultado foi uma diminuição drástica do consumo e o aumento da qualidade de vida de seus estudantes.

Pegue a calculadora

Você provavelmente tem guloseimas das quais não abre mão. Seja uma bolachinha, um sorvete ou um chocolate, alguns alimentos já estão tão presentes na sua rotina que nem é possível imaginar a vida sem eles, não é? Para te fazer pensar duas vezes antes de mandá-los para dentro de novo, faça as contas.

Dê uma conferida na tabela nutricional impressa na embalagem do seu queridinho e tente fazer uma relação com a quantidade de açúcar nele contida. Por exemplo, uma lata de refri contém aproximadamente 27 gramas de açúcar. Chocante, mas mais chocante ainda é descobrir que isso equivale a quatro colheres de sopa do refinado!

Entenda que o processo não é fácil

E que você provavelmente vai passar por momentos de abstinência, com uma dose de estresse e irritabilidade maior e mais frequente. É claro que tudo isso uma hora vai passar, mas é bom se preparar para os dias mais difíceis.

Um estudo recente revela que entre o segundo e o quinto dia, a vontade de desistir vai ser pior. Então, escolha cortar o açúcar e os industrializados durante em uma semana mais tranquila, e já agende a sessão de spa, aula de ioga, uma massagem relaxante…

No começo, permita-se um docinho aqui e ali

Sim, largar o açúcar de uma vez por todas rapidamente aumenta as chances de desistência. No começo, opte por ir deixando o danado aos poucos: primeiro nas receitas que cozinha, depois nas compras do mercado, até conseguir eliminar o doce pecado da dieta.

Mas é claro que ninguém é de ferro, não é mesmo? Todos sabemos que uma hora precisaremos dele. Comece a perceber padrões na hora em que a vontade aperta. Geralmente são os momentos em que você está estressada ou triste? Então inverta a equação, e dê a si mesma uma recompensa quando estiver se sentindo bem e feliz — você verá como a quantidade de açúcar que consome nesses momentos vai ser bem menor.

Fonte: IG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui