Duas em cada três operações bancárias são feitas via internet e telefone

Relatório do Banco Central aponta que 66% das transações financeiras ocorrem remotamente; atendimento presencial, porém, ainda é importante

0
141
35% das transações bancárias são realizadas pelo celular

A maior parte da população brasileira faz transações bancárias pelo celular, de acordo com informações do Relatório de Cidadania Financeira, divulgado nesta terça-feira (7) pelo Banco Central (BC).

De acordo com os dados, duas em cada três transações bancárias são feitas remotamente, ou seja, através de meios em que o cliente não precisa comparecer à instituição financeira – o que inclui aplicativos de celular, internet banking e call centers. Portanto, mais da metade (66%) das operações realizadas no País são feitas através de alguma tecnologia.

Segundo o Banco Central, as operações através desses métodos cresceram 21% entre 2015 e 2017.

Entre os serviços realizados via internet ou telefone, o aplicativo de celular é o meio mais utilizado, sendo responsável por 35% do total de transações efetuadas no ano passado. Esse número corresponde a quase 25 bilhões de operações feitas através do telefone móvel.

Atrás dos aplicativos de smartphones, a internet banking aparece em segundo lugar, registrando 20 bilhões de transações. Aqui, os clientes utilizam o site da instituição financeira desejada ou até mesmo aplicativos desenvolvidos pelos bancos para cada tipo de computador para realizar os serviços que desejam.

Para o BC, os meios digitais são uma ótima forma de efetuar transações financeiras, já que são mais inclusivas à população. “O uso de instrumentos eletrônicos pode contribuir para aumentar a inclusão financeira dos cidadãos [uma vez que a tendência é que tenham custos mais baixos] e para maior eficiência e segurança no mercado de pagamentos de varejo brasileiro”, diz o relatório, que também destaca que o acesso e uso de serviços financeiros via plataformas on-line é o esperado, cada vez mais, para o futuro.

Mesmo em menor número, o atendimento presencial também cresceu em 2017, de acordo com o relatório. Nesse ano, os 257.570 postos de atendimento espalhados por todo o Brasil (que incluem agências bancárias, correspondentes bancários e caixas eletrônicos) receberam 7% transações a mais do que em 2016, quando o número de pessoas que realiza operações foi presencialmente havia caído 5%.

O BC enfatiza, no entanto, que mesmo com a digitalização crescente e cada vez mais presente nas transações bancárias, é preciso ”levar em consideração a parcela da população que ainda está fora dele. Dados apontam que a utilização de canais presenciais, especialmente os correspondentes bancários, para pagamentos de boletos e realização de transferências ainda é grande.”

Fonte: Economia – iG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui