Seminário de agroecologia em Rio do Sul elabora carta com diretrizes. Confira fotos

Os dois dias de atividades, 18 e 19 de setembro de 2018, reuniram em torno de 400 pessoas

0
1001
Mesa de abertura do Seminário - Foto: Aurio Gislon

As entidades que realizaram o Seminário Regional de Agroecologia e o III Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional de Rio do Sul comemoraram o sucesso do evento, realizado nos dias 18 e 19 de setembro de 2018, nas unidades da Serra e Urbana do Instituto Federal Catarinense (IFC) de Rio do Sul. Cerca de 400 pessoas participaram de atividades durante os dois dias do evento.

Na programação, relatos de experiências e oficinas, além de palestras, debates, plenárias, feira de troca de sementes e atividades artísticas. A plenária de encerramento aprovou uma carta com diretrizes que apontam para um processo de fortalecimento da agroecologia em Santa Catarina, com o envolvimento de diferentes segmentos da sociedade. Confira a carta:

CARTA DO SEMINÁRIO REGIONAL DE AGROECOLOGIA DO ALTO VALE DO ITAJAÍ

Nos dias 18 e 19 de setembro de 2018, foram reunidos agricultores, agricultoras, técnicos, técnicas, estudantes, consumidores, consumidoras e comunidades tradicionais, para realização do Seminário Regional de Agroecologia do Alto vale do Itajaí em Santa Catarina. O evento reuniu cerca de 400 pessoas que se mobilizaram intensamente para o aprofundamento da discussão da agroecologia como proposta de desenvolvimento territorial. O seminário foi programado com mesa redonda de resgate histórico da agroecologia na região do Alto Vale do Itajaí por várias instituições, com dez relatos de experiências práticas no campo agroecológico, dez oficinas agroecológicas, um fórum debate sobre a questão dos agrotóxicos sobre a nova legislação e impacto na saúde humana e do ambiente como um todo, palestras sobre a alimentação humana com alimentos de origem agroecológica e estratégias de transição da agricultura convencional para a agroecologia, feira de troca de sementes e atividades artísticas.

Nessa carta expressamos os anseios e necessidades coletivas para que a agroecologia seja eixo de construção de toda sociedade para a manutenção de qualidade de vida no campo e cidade.

Defendemos a produção de alimentos nutritivos e saudáveis de origem vegetal e animal livre de resíduos de agroquímicos, baseados nos princípios da agroecologia, para garantir justiça social, respeito aos saberes e cultura local, e de forma solidária e cooperativa.

Reafirmamos que a agroecologia deva estar em programas de ação em políticas públicas em nível municipal, estadual e federal, sendo responsabilidade dos gestores públicos a sua implementação, porém em construção participativa com a sociedade civil para a sua consolidação.

Reivindicamos políticas públicas de pesquisa agropecuária e extensão rural com programas específicos para agroecologia em níveis municipal, estadual e federal. Afirmamos a necessidade de programas específicos na Secretaria Estadual de Agricultura e Epagri. Afirmamos a necessidade de editais específicos na FAPESC para o desenvolvimento de pesquisa, inovação e fomento a empreendimentos em agroecologia em Santa Catarina.

Reafirmamos que a educação em agroecologia deva ser apoiada em nível estadual e federal, nos cursos técnicos e superiores de ciências agrárias. Propomos apoio aos cursos técnicos e superiores de Agroecologia na rede IF, UDESC, UFSC e UFFS.

Reafirmamos a necessidade de apoio a consolidação de comercialização de alimentos agroecológicos em feiras municipais e regionais, lojas especializadas e supermercados. Sejamos agroecológicos, em níveis municipal, territorial, estadual e federal!

Rio do Sul, 19 de setembro de 2018.

Entidades: IFC, Cemear, Epagri, Apremavi, Amavi, Comsea/Prefeitura de Rio do Sul, Cresol, Pastoral da Saúde.

Público presente na abertura do Seminário no auditório do IFC, unidade urbana de Rio do Sul – Foto: Aurio Gislon
Mesa da plenária de encerramento – Foto: Grasiela Hoffmann
Oficina sobre recuperação do solo – Foto: Grasiela Hoffmann
Oficina sobre telhado verde – Foto: Grasiela Hoffmann
Oficina sobre compostagem – Foto: Grasiela Hoffmann
Oficina sobre ovos orgânicos – Foto: Grasiela Hoffmann
Lanche preparado pela Padaria Escola, da Secretaria de Assistência Social de Rio do Sul, servido pelas conselheiras do COMSEA – Foto: Aurio Gislon

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui