Acampamento foi batizado de Marielle Franco, em homenagem a vereadora assassinada no Rio de Janeiro | Foto: Aurio Gislon/jav.inf.br

Após o acordo selado entre os integrantes do acampamento Marielle Franco, localizado na comunidade de Serra Mirador, e a Rohden S/A, diante da Justiça Agrária, os acampados passam a ser considerados moradores do município de Rio do Campo. Portanto, a partir de agora, os membros da ocupação passam a ter os mesmos direitos que os demais cidadãos do município.

A prefeitura ressalta que mesmo antes do acordo já oferecia o amparo social, atendendo os acampados com serviço de educação, saúde e assistência social. As crianças do acampamento já estão matriculadas em escolas do município e usam o transporte escolar. Na área da saúde, o atendimento básico já é realizado às 31 famílias acampadas.

Praticamente todas as famílias já foram cadastradas no sistema do Cadastro Único, que garante a participação em programas como o Bolsa Família. A equipe da Assistência Social do município já realizou visitas no local.

Produção orgânica

O município vai oferecer assistência técnica agrícola para a produção que será realizada na área de quatro hectares, conforme acordo das partes. Este apoio será dado em virtude da necessidade de adaptação dos trabalhadores que anteriormente residiam em locais com clima diferente. Conhecimento e orientação é uma reivindicação dos próprios acampados, que manifestam interesse na produção orgânica, agroecológica.

Serão buscadas parcerias com cooperativas e sindicatos para fortalecer a assistência técnica, juntamente com a Epagri e Secretaria Municipal de Agricultura. Cursos e capacitações serão oferecidos aos membros do acampamento, assim como para todos os agricultores do município de Rio do Campo.

Já há uma organização atuando na capacitação para os trabalhadores do acampamento. Essa ação não é exclusiva aos acampados. Outros interessados da própria localidade da Serra Mirador poderão participar. Um curso de produção orgânica está previsto para o mês de maio. Os acampados serão inseridos nos programas que o município têm, da mesma forma que os demais agricultores.

O município tem interesse em comprar produtos orgânicos do acampamento para a merenda escolar. Muitos agricultores já vendem sua produção, mas ainda não é o suficiente para atender a demanda de alimentos orgânicos. O Governo Municipal entende que levar produtos orgânicos à merenda escolar é melhorar a qualidade de vida dos estudantes.

Portanto, legalmente, os acampados na Serra Mirador são moradores de Rio do Campo e têm os diretos iguais aos demais riocampenses.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui