Agroindústria de Rio do Oeste, filiada à Cooperfavi, produz polpas de frutas 100% naturais

Vilson Cani também se destaca na produção de pitaia e Maracujá

0
2969
Polpas de frutas Deel Fruti

O agricultor Vilson Cani, da comunidade de Angico, em Rio do Oeste (SC), é pioneiro na produção e comercialização de Pitaia, fruta de um tipo de cactos original da América Central, altamente benéfica à saúde, que se adaptou muito bem no Alto Vale do Itajaí.

Além da Pitaia, Vilson também cultiva um hectare de maracujá, cuja produção é destinada basicamente para programas de merenda escolar, por meio de chamada pública.

A novidade no sítio agora é a agroindústria filiada à Cooperativa dos Agricultores Familiares do Vale do Itajaí (Cooperfavi). Nessa agroindústria são preparadas as polpas de frutas congeladas em potes de 350 gramas, mantendo todas as características da fruta in natura, ou seja, 100% natural, porque não é adicionado nenhum tipo de conservante.

Polpa de abacaxi, abacaxi com hortelã, morango, maracujá e manga.

O agricultor já recebeu em seu sítio várias visitas de pessoas e da imprensa, além de grupos de agricultores, a exemplo do grupo Saberes e Sabores, que reúne várias pessoas que têm interesse em mudar o modo de produção do convencional (com adubos químicos e agrotóxicos), para um modo mais harmonioso com a natureza: agroecológico, orgânico, biológico.

Quem tem interesse em comprar os produtos ou visitar o sítio pode entrar em contato com Vilson Cani pelo celular/whats (47) 98854-4564.

Vilson também está comercializando mudas de pitaia e hoje já tem muitas pessoas que adquiriram as mudas do cactos para plantar no quintal ou mesmo para fazer um pomar a fim de comercializar. Mercados na região já dispõem dos frutos nas gôndolas para os consumidores.

Vilson e o filho Enzo durante visita ao pomar de maracujá | Foto: Aurio Gislon/jav.inf.br
Pitaia | Foto: Aurio Gislon/jav.inf.br