Inspeção veicular voltará ser obrigatória

0
152

O objetivo é verificar as condições de segurança e de emissões de poluentes dos veículos

Até dezembro de 2019 entrará em vigor a inspeção veicular obrigatória em todo do Brasil, de acordo com a resolução publicada pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito. Ainda conforme o que foi publicado, as vistorias terão que ocorrer a cada dois anos e será pré-requisito para o licenciamento anual. O objetivo é verificar as condições de segurança e de emissões de poluentes dos veículos, principalmente os com mais de 3 anos, inclusive de frotas e comerciais.

Até os primeiros três anos de uso, ainda conforme o que foi informado pelo Contran, os carros novos que não tenham mais de 7 lugares, ficarão isentos da inspeção contanto que não tenham recebido modificações ou se envolvido em acidentes com danos médios ou graves. Além disso, os modelos de pessoa jurídica poderão ficar sem inspeção nos primeiros dois anos de uso. Entretanto, os veículos voltados ao transporte escolar terão que ser vistoriados a cada seis meses. Os de coleção (com placas pretas) e os militares também estarão isentos de serem inspecionados, de acordo com o que determina a nova resolução do Contran.

Critérios da nova inspeção

Os Detrans de cada estado ou empreses devidamente credenciadas serão incumbidas de fazerem a inspeção que vai verificar itens dos sistemas de iluminação, freios, direção, eixos, suspensão, pneus, rodas, entre outros componentes obrigatórios, bem como a emissão de gases e o nível de ruído. Os carros que apresentarem defeitos graves nos freios, pneus, rodas ou que tiverem itens proibidos, falhas nos obrigatórios e ainda ultrapassarem os limites de emissões ou de ruído serão reprovados no primeiro ano.

A resolução do Contran também diz que a partir do segundo ano serão reprovados os modelos que apresentarem defeitos graves no sistema de direção e, no terceiro, os que tiverem problemas considerados de alta gravidade nos equipamentos anti-poluição. Com isso, os carros reprovados terão que ser reparados para passarem por uma nova inspeção. Quem não passar pela vistoria terá que arcar com multa no valor de R$ 195,23 e terá o veículo retido. Ainda não foram definidos os valores do serviço, que serão diferentes, de acordo com cada região do País.

Fonte: Carros – iG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui