Administração Hobus furou com o Ministério do Turismo Comissão de Finanças da Câmara quer esclarecimento

0
1935

Prestação de contas insuficiente da administração Milton Hobus ao Ministério do Turismo estria ensejando pedido de devolução de R$ 840 mil

O município de Rio do Sul deve devolver mais de R$ 840 mil, ao Ministério do Turismo, referente a recursos que foram destinados, em 2009, para a realização da 20ª Festa Nacional do Bolão Kegelfest e da festa de Natal Sonho e Encanto, durante o mandato do ex-prefeito Milton Hobus. Na época, foram repassados à prefeitura, R$ 250 mil para a Festa do Bolão e outros R$ 150 mil para o Natal, ocorre que faltaram documentos na prestação de contas das festas, que foi rejeitada pelo órgão federal, que solicitou correção.

A documentação existente foi encaminhada, porém insuficiente na análise do Ministério. Neste ano, o órgão solicitou nova correção para a atual administração, que segundo nota técnica emitida pelo Ministério, “limitou‐se a alegar a inexistência de lesão ao Erário, bem como em encaminhar documentação que já se encontrava acostada aos autos”. Diante da falta de documentos previstos para a concessão dos valores ao município o Ministério determinou a restituição do dinheiro repassado, com valores atualizados.

Por ser a decisão final do Ministério, não há como recorrer, mas o município pode parcelar a dívida. Para viabilizar a transação, o executivo municipal encaminhou um projeto de lei para a Câmara de Vereadores, que autoriza o pagamento em 24 vezes.

A vereadora Zeli, como presidente da Comissão de Finanças, solicitou que todos os envolvidos desde o prefeito da época, o secretário de desenvolvimento econômico e empreendedorismo Marco Aurélio Rosar e seus sucessores, Garibaldi Antônio Ayroso e ao prefeito atual, que se apresentem na segunda-feira 31, durante a reunião da comissão, para prestar esclarecimentos sobre a questão. “Não temos outra opção está é a decisão final do Ministério Público e o não pagamento dessa dívida impedirá que o município receba novos recursos federais, porém acho justo que as pessoas responsáveis por esta situação prestem satisfação à comunidade rio-sulense que vai ter que pagar a conta; solicitei também a presença dos prefeitos que sucederam o ex-prefeito Milton Hobus para que nos informem se estavam cientes do processo e que esforços fizeram para evitar que o município fosse prejudicado dessa forma”, afirma Zeli.

A reunião da Comissão de Finanças, será realizada na segunda-feira 31, no plenário da Câmara, a partir das 16h30.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui