Derrubado na Alesc veto das placas solares

0
660

Trata-se da PL que destina aos agricultores recursos para aquisição de placas de energia solar

A ALESC derrubou o veto que destina aos agricultores recursos para aquisição de placas de energia solar em suas propriedades. O veto foi derrubado por 22 votos a favor e 8 contrários. A ideia do Deputado Aldo Schneider é reduzir os custos nas propriedades rurais do Estado.

Entenda o Projeto de Lei

Recursos financeiros aos agricultores interessados em instalar painéis solares em suas propriedades são oriundos das Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC). A empresa já destina 10% do faturamento para o Programa de Eficiência Energética nas unidades consumidoras do Estado. O objetivo do programa é promover o uso eficiente e racional de energia em todos os setores da economia por meio de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de ações de combate ao desperdício e de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processo e usos finais de energia.

O objetivo seria reduzir custos do agricultor na propriedade rural. Para o deputado Aldo, a principal vantagem deste sistema é que a energia solar é renovável. “A primeira e principal vantagem da energia solar é que ela é renovável, pois o calor do sol ainda permanecerá ativo durante alguns bilhões de anos. Assim, toda produção de energia que conte com a utilização da radiação solar não terá preocupações quanto à sua finitude, ao contrário do que ocorre com outras fontes”, comentou Aldo.

Além disso, a produção não se esgota, uma vez que depende apenas de exposição solar, que uma vez produzida, também poderá ser utilizada em todo o núcleo rural: casas, depósitos, ranchos, levando para o agricultor grande economia e maior rendimento financeiro de sua propriedade.

Além, da economia na conta de luz, o agricultor vai contribuir, ainda mais, à preservação do meio ambiente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui