Entre os assuntos abordados, estiveram a emissão de nota fiscal eletrônica e curso de multiplicadores do projeto

Representantes de projetos da Acolhida na Colônia dos municípios de Agronômica e Rio do Sul participaram de uma reunião sobre o assunto, em Agrolândia, onde associados do município também estiveram presentes. À frente do encontro esteve Lucilene Assig, tutora do Acolhida da Colônia, que apresentou algumas novidades.

Entre os assuntos abordados, a possibilidade de produtores rurais e integrantes da Acolhida na Colônia emitirem notas fiscais eletrônicas. “Ela trouxe essas informações de que a nota eletrônica poderá ser utilizada, não somente para venda de produtos, mas também para serviços como alimentação e hospedagem”, destacou o secretário de Desenvolvimento Empresarial, Indústria e Turismo de Agrolândia, Marcos André Scheller.

Em Agrolândia, três propriedades fazem parte do Acolhida na Colônia e a intenção é fazer com que esse número aumente. Por isso, a terceira etapa do curso de multiplicadores do projeto também integrou a pauta da reunião. “A função do multiplicador é recrutar mais pessoas para a Acolhida na Colônia”, explicou Scheller.

O fato de o município contar com famílias que investem no turismo rural, de acordo com o prefeito Urbano José Dalcanale, também contribui com o desenvolvimento local. “O esforço das pessoas que participam desse projeto é reconhecido pela nossa administração, porque o município consegue reconhecimento também com o trabalho colocado em prática no turismo rural”, ressalta ele. A reunião foi realizada no Sítio Makaan.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui