Todos devem ser tratados com respeito e dignidade

0
1004

Ana Paula pede ação do CFM contra médicos que desrespeitaram Marisa Letícia em rede social

A deputada estadual Ana Paula Lima (PT/SC) apresentou na sessão plenária da terça-feira 7, na Assembleia Legislativa, indicação para o Conselho Federal de Medicina (CFM) solicitando providências contra os médicos que tornaram públicas as informações sigilosas do diagnóstico médico da ex-primeira dama Marisa Letícia. Da mesma forma, a deputada pede ações para os que sugeriram, em grupo de WhatsApp, procedimentos que ocasionariam sua morte. “Vivemos nesses últimos dias uma avalanche de ódio nas redes sociais. Aliás, é isso que estamos vivendo desde que nossa presidenta Dilma foi eleita e depois injustamente afastada do cargo”, comenta. Ela disse que estes casos precisam ser esclarecidos sob a luz da ética médica e aplicar punições exemplares para que isso não volte a acontecer, com nenhum brasileiro.

Segundo Ana Paula, todos os limites éticos e morais foram ultrapassados. A família do ex-presidente Lula foi atacada em um dos momentos mais dolorosos, na despedida de Marisa Letícia.  “Dona Marisa lutou para levar Lula ao poder e junto com ele vibrou quando o Brasil passou a ser igual, quando homens e mulheres passaram a ter direitos iguais. Infelizmente foi essa mesma mulher que sofreu na pele as consequências de todo esse processo injusto que é movido contra a família de Lula e contra o PT”, ressalta Ana Paula.

Para a deputada, esse ódio espalhado pelas redes mostra o quanto a sociedade é desumana e o quanto ainda precisamos evoluir para tornar o mundo mais justo. “Como profissional da saúde sei o quanto nos preparamos para salvar vidas e tratar a todos com respeito e dignidade, especialmente nesses momentos delicados”, disse.

Deputado Ana Paula Lima, PT/SC (Foto: Divulgação)

Segundo Ana Paula, em artigo publicado no jornal folha de São Paulo, o médico da família e diretor de cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, Roberto Kalil Filho, disse que “o juramento de Hipócrates diz que todo o médico deve guardar absoluto respeito pelo ser humano e atuar sempre em seu benefício. Jamais utilizará seus conhecimentos para causar sofrimento físico ou moral, para o extermínio do ser humano ou para permitir e acobertar tentativa contra sua dignidade e integridade”.

Ana destaca que talvez esses jovens sejam somente vítimas, embora nem por isso inimputáveis ou sejam produto de um sistema que banaliza o mal, consequência de uma luta insana e irresponsável pelo poder político e econômico. “A divergência política e o contraditório são excelentes para a democracia, no entanto é preciso lembrar que por trás dos cargos que ocupamos somos seres humanos iguais a qualquer um que vive na sociedade.”

A deputada afirma que continuará na luta a favor da classe trabalhadora, combatendo os que produzem boatos e fofocas absurdas por motivos políticos. “Garantir que nossas diferenças e contradições voltem a ser debatidas em um ambiente de respeito e compreensão é o primeiro passo para evoluirmos enquanto sociedade. Entretanto, não vamos tolerar que a sordidez e a insensibilidade de alguns brasileiros passe incólume, sem a devida punição e sem o necessário freio moral e ético que demandam.”